Vacina da gripe reduz partos prematuros

Vacina da gripe reduz partos prematuros

alt

 

As grávidas que receberam a vacina contra a gripe durante a pandemia em 2009 têm um risco menor de parto prematuro, de acordo com um estudo publicado no “Clinical Infectious Diseases”.

 

Normalmente, as taxas de vacinação contra a gripe entre as mulheres grávidas oscilam entre os 13 e os 18 por cento nos Estados Unidos. Mas um incentivo das autoridades de saúde durante a temporada de 2009 fez as taxas de vacinação contra a vacina H1N1 subir até cerca de 45 por cento naquele país, taxa essa que permanece desde então.

 

Algumas grávidas têm-se mostrado relutantes em receber a vacina contra a gripe por preocupação com a saúde do feto, mas o estudo mostrou que a vacinação não só é segura, como também protege, disse Saad Omer, da Escola Rollins de Saúde Pública da Universidade Emory, o autor principal do estudo.

 

Omer e os seus colegas examinaram os registos médicos electrónicos de 3.327 gestantes entre Abril de 2009 e Abril de 2010. O estudo constatou que os bebés nascidos de mães vacinadas tinham uma probabilidade 37 por cento menor de serem prematuros.

 FONTE: Pais e FIlhos

 

Sexta verde na Trilhas

🍃 Vamos de receitinha vegana para nossa sexta verde? Empadão de palmito, feito aqui na

plugins premium WordPress