Tempo seco: fique atenta à saúde do seu filho

A baixa umidade do ar traz uma série de desconfortos para as crianças e adultos. Confira como amenizar os problemas que podem surgir com a falta de chuva.

O tempo está seco em diversos estados do Brasil. Ontem (16), foi registrada em São Paulo a tarde mais seca do ano, com a umidade do ar chegando a 16%. O impacto desse clima atinge a saúde de crianças e adultos. Entre os sintomas de que o organismo está sentindo o ressecamento do ar estão ardência e ressecamento dos olhos, boca e nariz e, principalmente, doenças respiratórias – o que se agrava ainda mais se a criança é alérgica.

“Atualmente, uma em cada cinco crianças têm algum tipo de alergia, e, quando o tempo fica seco, as alérgicas, que têm rinite ou asma, por exemplo, são as que mais sofrem com os desconfortos respiratórios”, diz o pediatra Cid Pinheiro, professor-assistente do departamento de pediatria da Faculdade de Medicina da Santa Casa. Tosse, coceira no nariz (em crianças menores pode até ocorrer casos de sangramento nasal), espirros, garganta seca e falta de ar são as manifestações respiratórias mais comuns”, diz.

O que fazer?

Para evitar ou minimizar esses problemas, é preciso alguns cuidados. Em primeiro lugar, fique atento com a hidratação das crianças. É fundamental oferecer bastante líquido. Água, sucos, água de coco e chás são boas opções. Mas alguns alimentos são também importantes. De acordo com Milton Mizumoto, nutrólogo da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), frutas ricas em líquidos, como melão e melancia, devem fazer parte do cardápio. Laranjas e outras que têm vitamina C são aliadas para reduzir as crises de rinite, mais frequentes com a baixa umidade. Alguns alimentos, no entanto, devem ficar longe do cardápio de filhos e pais, caso das frituras e industrializados. Abuse dos legumes e verduras no preparo da comida das crianças. Se o bebê mama apenas no peito, convém oferecê-lo mais vezes.

Outra dica é colocar soluções fisiológicas no nariz da criança e fazer inalações somente com soro para aliviar o desconforto respiratório. Se a irritação for nos olhos, vale pingar algumas gotas de soro e fazer uma limpeza para umidificar o local. Em casa, a higiene do ambiente com pano úmido no chão e nos móveis é fundamental para eliminar o acúmulo de poeira e evitar crises de alergia. Também é importante manter os ambientes arejados, seja com umidifcadores (em perfeito estado), toalhas molhadas ou baldes de água (longe do alcance das crianças).

A pele também merece atenção. Evite banhos com água muito quente, que provocam o ressecamento da pele, e verfique com o pediatra do seu filho se é caso de ele usar um creme hidratante. Lembre-se também de que as atividades físicas ao ar livre não devem acontecer entre 10 e 16h, quando o tempo está mais quente e o ar, mais seco.

Quando procurar um médico?

Se a tosse da criança vier acompanhada de febre e falta de ar, é preciso consultar o especialista imediatamente, porque o ressecamento das vias aéreas pode provocar crises de alergia, como asma, por exemplo. O mesmo procedimento deve ser feito caso os olhos da criança permaneçam irritados por mais de três dias, mesmo depois da higienização com o soro.
Se o machucado na pele, causado pela constante coceira, estiver muito vermelho e dolorido, é hora de fazer uma avaliação com o pediatra.

FONTE: Revista Crescer

Related posts

Trilha Solidária

Há quase 20 anos, a Trilhas recebeu um pedido para ajudar a arrecadar alimentos para uma instituição de caridade. A vontade de ajudar e de ser solidário contagiou a escola e assim começou o projeto Trilha Solidária. A contribuição é voluntária e a arrecadação é feita da seguinte maneira: no começo de cada mês, a

Leia Mais

11 DE JUNHO TEM FESTA JUNINA NA TRILHAS

PROGRAMAÇÃO 9h às 12h30 – Festa Junina para os (as) alunos (as) do Ensino Fundamental I e II 14h às 17h30 – Festa Junina para os (as) alunos (as) da Educação Infantil Nosso arraiá está chegando! Para quem já participou noutros anos, é hora de recordar o quão especial este evento é para a comunidade

Leia Mais