Suco caseiro na lancheira dá certo?

 

sucos3Um dos assuntos que mais preocupam os pais na hora de fazer o lanche dos filhos é o que mandar de suco. Vale a pena apostar no suco caseiro ou ele perde todas as suas funções até a hora do recreio?

 

 

 

 

 

Entrevistei a nutricionista Tânia Rodrigues, diretora técnica da RG Nutri Consultoria Nutricional e as notícias são boas. Veja o que ela explicou:

– Realmente as vitaminas das frutas, especialmente a vitamina C, sofre oxidação em contato com o oxigênio e vai perdendo sua eficiência. Por isso, quando comemos a fruta cortada em pedaços ou na forma de sucos, já ocorre uma diminuição no teor de vitaminas
– Estudos mostram redução significativa após aproximadamente 4 horas de exposição (suco pronto). Mesmo com essa perda – de 30 a 50% – muitas frutas podem ser utilizadas nas lancheiras, como suco de acerola (muito rica em vitamina C), melão, abacaxi e maracujá, pois sofrem menos oxidação e por isso não alteram o sabor em até 6 horas
– A oxidação se dá com luz, calor e exposição ao oxigênio. Ela pode ser evitada ou atrasada usando garrafas escuras e muito bem vedadas. O melhor é usar garrafas pequenas para que fique com 90%, no mínimo, do espaço preenchido, assim terá menos exposição ao oxigênio.

Resumindo: faça o suco perto da hora de ir para a escola, encha uma pequena garrafa térmica escura e bem vedada e coloque na lancheira sem medo!

Lógico que o suco de caixinha não dá todo esse trabalho. Então, para convencer, lembre-se que as versões industrializadas possuem corantes, aromatizantes, acidulantes, estabilizantes, antioxidantes e aditivos alimentares – leia as dicas de consumo do Consumidor Brasil. Em excesso – e ninguém ainda conseguiu mensurar isso – eles podem causar alergias, disfunções metabólicas e digestivas, e até câncer. Melhor ir para a cozinha fazer um suco caseiro, né?

Um beijo da Mô

FONTE: Comer para Crescer

Related posts