Resenhas de Março, 2012

Resenhas de Março, 2012

MIRRA, TURRA E O COELHO ADAMASTOR

Essa história nasceu da vontade de falar dos sussurros que invadem nossas mentes. O coelho Adamastor vivia preso nos fundos de um quintal. Sua vida era só tristeza, cenoura e couve. Até que um dia, por causa de uma ventania e de um pombo de coração mole, sua sorte começou a mudar. Adamastor fugiu. Ganhou mochila e mapa, e botou os pés na estrada. Foi atrás de um lugar onde pudesse ser feliz. Mas a jornada não foi mole, não: conheceu a aventura e o perigo. E o que ele não sabia é que levava junto de suas orelhas duas minúsculas criaturas que adoravam soprar-lhe palavras no ouvido. Enquanto uma dizia “vai”, a outra dizia “volta”. Uma era alegre e corajosa, mas a outra… ô criaturinha enfezada e medrosa! As crianças vão se identificar com o Adamastor. E, quem sabe, os adultos?

O ESTRANHO VISITANTE

Ninguém ousava entrar na floresta que margeava o vilarejo. Uns diziam que era mal-assombrada. Outros, que lá viviam seres de outro mundo, bichos que viravam gente, gente que virava monstro… Até que um dia, um grupo de crianças decide brincar nela. Penetram na mata e logo são surpreendidos por um acontecimento assustador! Ao tentarem encontrar o caminho de volta para casa, descobrem algo terrível: podem ficar perdidos para sempre. Agora, a vida deles depende de um estranho visitante. A história, além de ter o intuito de divertir e fisgar o leitor desde o início, faz passar por ela personagens de nossa história e deixa alguma coisa para pensar e refletir

FRANKENSTEIN

A história da criatura que foge ao controle do seu criador mostra as consequências da ambição desmedida e levanta discussões sobre os limites da pesquisa científica. Os livros da coleção É só o Começo foram pensados e criados para homens e mulheres, jovens ou não, que estão começando a vida de leitor.

VOZES DA FLORESTA – LENDAS INDIGENAS

Este livro reúne quatro lendas dos povos indígenas: a lenda da mandioca, a lenda do surgimento da noite, a lenda que explica o aparecimento da lua e a lenda que explica porque os animais têm mais ou menos carne. Com títulos como: “O corpo de Mani”, “O nascimento da noite”, “Lua branca em céu de prata” e “Alagadiélali

ABRAÇO DA MEIA-NOITE, O

Este singelo conto de fadas traz uma história de amor entre um Girassol de pétalas douradas e uma Rosa de pétalas vermelhas brilhantes, soberanos de um reino muito distante. Embora apaixonado pela esposa, o rei fica fascinado pelo presente dado por uma outra Rosa, dissimulada e invejosa, no dia do aniversário da rainha. É uma linda história em que a vaidade, a inveja e outras dores deverão ser superadas, em busca da felicidade plena.

HISTORIAS PARA SONHAR ACORDADO

Coletânea de contos publicados na revista Nova Escola e outras revistas do mesmo gênero entre 1990 e 2001, e de narrativas escolhidas pelo autor entre as que ouviu do pai na infância. Esta antologia primorosa apresenta histórias curtas com finais inesperados.

Problemas Boborildos

Os Boborildos são bichos dramáticos e um pouco bobos também. Além disso, eles têm o péssimo hábito de se meter em encrencas. Neste livro, apresentamos alguns dos problemas desses curiosos animais, e o leitor, se quiser, poderá fazer algumas continhas para resolvê-los.

Uma aventura no mar

Aventura? No fundo do mar? O oceano abriga uma enorme diversidade de seres vivos e exerce uma misteriosa atração capaz de mexer com nossa imaginação. É exatamente isso que Rique e Carol puderam descobrir ao embarcar em uma aventura na imensidão do ambiente marinho.

Aventuras na Laboroteca

A história Aventuras na Laboroteca é uma brincadeira que liga Ciência e Literatura: o jeito do cientista pesquisar e o modo do escritor criar. Tem o Alex, que é um rato de biblioteca e escritor, e fica amigo da doutora Ritinha, que é uma ratinha cientista. Ela não é cobaia, não! A história também mostra como os cientistas são muito mais criativos do que a gente pensa. Eles observam o mundo com um olhar maravilhado, curioso e desafiante! Já os escritores são mais persistentes do que as pessoas acham: eles têm que criar, escrever e corrigir. Não basta soltar a imaginação para fazer uma história: é preciso organizar a fantasia. A Ciência tem que provar, a Literatura tem que convencer!

O valente de calça molhada

Rodrigo queria ser bombeiro quando crescesse, para poder apagar incêndios e salvar quem precisa ser salvo de algum perigo. Mas, muito antes de ele ficar grande, a oportunidade para mostrar a coragem de um bombeiro de verdade apareceu: um gatinho recém-nacido estava no alto de uma árvore, apavorado – coitadinho! Num cai não cai! Mas.. cadê a coragem para subir numa árvore tããão alta.

Tanto-faz-como-tanto-fez

Era uma vez um rei carrancudo que governava um povo não muito inteligente. Um dia, sabe-se lá por que, alguém lançou uma moda algo impertinente: a de que era elegante terminar cada frase, por mais banal que fosse, com um ponto de interrogação.

Um gol de placa

Aquela turminha adorava jogar bola num campinho improvisado que havia num terreno do bairro. Mas acontece que o dono do terreno resolveu construir um prédio de apartamentos em cima do campo de futebol! E agora?! O que a turminha ia fazer? Ficar sem brincar depois das aulas? Bom, havia outro terreno perto do morro, mas estava coberto de mato e seria impossível para um bando de crianças limpar tudo e ainda deixar a terra bem lisinha como um campo de futebol de verdade. Mas, para aqueles amigos, o impossível não existia!

O Álbum da Catarina

O Lelê ataca novamente. Desta vez, usando o golpe da irmãzinha mais nova. Em Forma de histórias curtas, contadas num álbum muito divertido, ele fala da experiência de ganhar uma irmã, desde quando a “descobre” dentro da barriga da mãe até quando completa um aninho. Como brinde, uma história especial que ele conta para a irmã: A princesa que soltava pum!

Beezus e Ramona

Beezus, a irmã mais velha, tenta ser paciente com sua irmãzinha de quatro anos, Ramona, mas não é nada fácil, especialmente quando Ramona espalha açúcar pelo rosto ou convida toda a turma do maternal para uma festa em casa sem avisar. Às vezes, Beezus não gosta de Ramona, mas as duas são irmãs e isso significa que sempre irão se amar… mas não o tempo todo!

O chute que a Bola levou

Aquela bola de couro vivia sonhando trezentas mil coisas na prateleira de uma loja de material esportivo. Um belo dia, foi comprada e, logo depois, entrou em campo para sua primeira partida de futebol. O que ela jamais poderia imaginar é que aquele seria apenas o pontapé inicial de muitos outros jogos extraordinários e inesperados.

Ramona, a pestinha

Ramona Quimby está empolgada por começar o jardim de infância. Ela gosta de um garotinho chamado Davy, tanto que até quer beijá-lo. Ela adora os lindos cachinhos de Susan e quer puxá-los o tempo todo para vê-los se esticar como mola. A professora chega até a prometer um presente para Ramona só para ela ficar sentada e quieta! Então como Ramona consegue entrar em tantas encrencas? Bom, qualquer um que a conheça sabe que ela nunca se comporta como uma pestinha de propósito.

RUTH ROCHA CONTA A ILÌADA

Neste livro, Ruth Rocha – respeitando o espírito da narrativa original – reconta um dos mais emocionantes clássicos da literatura universal. Para aproximar os jovens leitores desta obra, a autora acrescentou uma continuação, compilando lendas, histórias e peças teatrais que contam o final da guerra de Troia.

A onça e o saci

Dona Onça quer pegar o Saci e, para atraí-lo, põe açúcar no fundo de um velho poço. Mas o Saci descobre seu plano e convida as abelhas para o banquete açucarado. Enquanto elas se banqueteiam, o endiabrado moleque grita, fingindo ter caído na armadilha. Dona Onça pula no poço – e é ferroada por todo lado! Quem queria caçar, acabou caçado…

O saci e a reciclagem do lixo

O Saci é um dos personagens mais populares do folclore brasileiro. Simpático e divertido, ele é conhecido por suas brincadeiras. Nesta história, ele decide aprontar algumas de suas travessuras e acaba recebendo da natureza uma importante lição. O Saci aprendeu sobre a importância de reciclagem do lixo. Mas, afinal, você sabe o que é reciclagem? Você imagina em que podem ser transformadas garrafas de plástico, de vidro ou latas de alumínio? Então, acompanhe as aventuras do Saci e saiba mais sobre a reciclagem do lixo, um processo tão importante para a preservação e o equilíbrio da natureza.

A Velha Misteriosa

A cidade foi crescendo, mas aquela casa misteriosa permanece em pé e é habitada por uma velha não menos misteriosa. Será uma bruxa? A turma toda tem medo de tentar descobrir. Mas Tião Risonho resolve conferir e descobre coisas surpreendentes.

Severino faz chover

Severino mora em uma terra árida e triste, onde tudo está murcho, menos a esperança. Com arte, magia e muita brincadeira, Severino e seus amigos conseguem o que parecia impossível: fazer chover!

O Ouriço

O pequeno ouriço, faminto, sai em busca de comida. Fareja aqui, fareja ali e não encontra nada. Até que… Opa! Depara com uma árvore bem alta carregada de frutas suculentas. Mas como fará para alcançálas? Pede socorro ao pássaro e à girafa, mas eles não o ajudam. Diante desse problema, o ouriço se põe a pensar, quando, de repente, aparece o elefante. Com uma jogada de mestre, propõe a ele um desafio e finalmente consegue obter o que quer.

Gino Girino

“Quando vou ficar igual ao meu pai ou a minha mãe?” é uma pergunta que toda criança faz. Afinal, voltar-se para o mundo “dos grandes” e identificar nele uma série de atrativos faz parte do olhar inquisidor de quem está crescendo, ansioso por conquistar novos espaços e ganhar liberdade.

O AMIGO URSO

Adaptação da fábula Os viajantes e o urso, de Esopo, o texto conta, em linguagem simples, enxuta, a história de dois amigos que, passeando por uma floresta, dão de cara com um urso.
Sem pensar no companheiro, Tranquedo sobe numa árvore e, escondido entre os galhos, observa o urso cheirar Trancado – que, deitado no chão, se fazia de morto.
O urso cheirou o nariz de Trancado, cheirou as orelhas e foi embora. Passado o susto, Tranquedo quis logo saber o que ele havia cochichado no ouvido do amigo.

NERINA – A OVELHA NEGRA

Nerina tem uma cor diferente das demais ovelhas e por isso é expulsa do rebanho. Ela cai nas garras do lobo faminto, que a usa num plano para atrair e devorar todas as ovelhas. Mas Nerina – “negrinha”, em italiano -, revela que diferente pode realmente fazer a diferença e salvar o rebanho.

O OGRO E AS GALINHAS

Laura e Carlinhos desconfiam que o avô não está construindo um brinquedo. Apesar de ele gostar muito de brincar. Brincar é coisa muito séria para o avô. E catar ovos também. E a aposta que as crianças fazem com o avô é ainda mais sério, disso depende a vida da Naná, a galinha carijó.

GANHEI UM DINHEIRINHO: O QUE POSSO FAZER COM ELE? 

Ao preparar as crianças para lidar com dinheiro, estamos ensinando a elas não apenas a administração de finanças, mas, principalmente, educando-as a ser capazes de conter impulsos imediatistas, a lidar com a percepção de seus desejos e com os limites para a realização desses desejos.
Assim, já adultas, serão capazes de assumir as rédeas de uma vida independente.

AS CORES E AS DORES DO MUNDO

Um menino e seu cão são as personagens desta história cheia de ternura e companheirismo. Com o passar dos anos, os laços de amizade entre os dois se tornaram tão fortes, que nem mesmo a dor da separação conseguiu romper esse elo, nem apagar o colorido das doces lembranças dos momentos que passaram juntos.

AKISSI O ATAQUE DOS GATOS

Os gatos querem roubar seu peixe. O irmão mais velho só a deixa de lado. Os vizinhos não entendem a sua generosidade…
Mas nada nem ninguém pode deter Akissi no cumprimento de sua missão hiperultraproibida: explorar ao máximo o universo da bagunça na Costa do Marfim.

DINOS DO BRASIL

“Quando pensamos em dinossauros, nossa imaginação voa longe, para um passado remoto, quando gigantes cheios de dentes com garras perigosas circulavam aos montes pela Terra. Sim, há mais de 200 milhões de anos eles viviam espalhados por todos os cantos do planeta, mas nem todos eram tão monstruosos quanto imaginamos. Assim como os répteis de hoje, eles podiam ser muito diferentes uns dos outros”, destaca o professor Anelli.

O PINTOR

Pintor, pobre que só, teve de fazer seu pincel com os fios do próprio cabelo…Mas não tem nem uma gotinha de tinta para pintar. Para conseguir completar seu quadro, ele terá de pensar num saída muito criativa, das que somente um mestre como Gianni Rodari saberia encontrar!

MAROCA E DEOLINDO

Maroca e Deolindo, escrito e ilustrado por André Neves, é uma viagem pelo Brasil marcada pelo calendário festivo, em que o autor, para contar uma história, se apoia no espaço e tempo de uma festa regional. Seja um conto de amor, de casamento, de fé, de sonhos, de História… Mais do que personagens ambientadas, André costura poesia e reflexões, ancoradas no barco das tradições folclóricas.

Michillo Poeta da Natureza 

Reunindo os títulos outrora publicados – “Michillo”, “Michillo e o vento” e “Michillo e a chuva” -, acrescentando mais um texto inédito sobre o elemento terra, Paulinas apresenta nova edição de Michillo. Michillo adora escrever. Ele é um gato poeta que celebra em seus versos as coisas simples e gostosas da vida que lhe tocam o coração: como o sol, o vento, a chuva e a terra. O sol que aquece, ou o vento que abraça; a chuva que aguça os sentidos, ou a terra senhora da vida, Michillo desperta o que pode haver de melhor em nós: a capacidade de admirar e celebrar a vida, através das coisas que já tínhamos visto, mas não percebido. Com poucas palavras e ilustrações singelas, Cláudia Ramos faz poesia, passeando pela semântica e trazendo um conteúdo reflexivo, sem ser complexo e exibicionista, porque “o essencial é invisível aos olhos”.

PEDRO PET PLÁSTICO

Pedro andava de patinete pelo parque quando, de repente, teve uma ideia ao ver umas garrafas PET jogadas debaixo de uma árvore. Coisa feia deixar lixo por aí, né?! Como este livro é apenas de imagens, você poderá dar outros nomes aos personagens e recontar a história do seu jeito. Então, vamos abrir o livro e saber qual foi a primeira ideia que Pedro teve?

O cozinheiro atrapalhado, uma delícia de leitura para os pequenos

“Tudo parecia estar dando certo, até o cozinheiro distraído sair de perto.”

Pequenos “leitores” de três, cinco anos vão se deliciar com O cozinheiro atrapalhado, livro de Silvio Costta que abre a série Histórias para brincar, da coleção Livros divertidos¸de Paulinas. Pluc, ploc, rec, shoft… Ele entra na cozinha disposto a fazer uma omelete. Mesmo com seu jeito estabanado, a omelete ficou quase pronta. Quase… pois, na última hora, uma distraçãozinha pequenininha e tudo dá errado.

A PEQUENA BRUXA

Na Pré-Escola de Bruxaria, a bruxinha Lalá era a primeira da classe! Com a bruxa-professora, Lalá aprendeu a fazer terríveis bruxarias com a sua vassourinha mágica. Agora ela tem de sair pelo mundo, com a missão de fazer sete maldades bem malvadas. Vamos ver que maldades Lalá aprontou?

O PEQUENO FANTASMA

Quem foi que disse que fantasmas não existem? Claro que existem: é só a gente inventar um! Tem muita criança que treme de medo só de ouvir falar em fantasma. Mas, agora, finalmente todas elas vão perder esse medo: depois de conhecerem Psiu, o mais simpático dos fantasminhas, essa tremedeira vai passar na hora!

O PEQUENO MONSTRO

Venha aprender a gostar de Chuac, o monstrinho que já nasceu beijado! Imagine que duas crianças se perderam num pântano assustador, povoado pelos mais terríveis monstros! E o monstro-rei mandou Chuac atrás deles, para devorar as pobrezinhas no jantar! O que você acha que Chuac vai fazer?

O PEQUENO DRAGÃO

Olhe as borboletas no jardim… Talvez você veja Dadá voando junto delas! É sempre assim: quando ouvimos falar em dragões, a gente já imagina aqueles bichões horrorosos, de asas enormes, soltando fogo pela boca… Mas, depois que conhecemos Dadá, um dragãozinho que foi expulso da escola de dragões, a gente logo muda de ideia!

O MISTERIO DA FABRICA DE LIVROS

O mistério da fábrica de livros Uma história que mostra o processo fascinante da produção de um livro junto à emoção do primeiro amor de uma menina… Laurinha havia encontrado e agora via desfazer-se o seu primeiro amor. Um namoro inocente que havia sido registrado pela imagem de um coração entalhado no tronco de um eucalipto. Mas até o seu eucalipto tinha sido derrubado… Uma história vibrante e delicada, que entrelaça dois enredos: a história do amor de uma menina e a história da produção de um livro, o único veículo capaz de eternizar todas as histórias de amor!

A galinha dos ovos de ouro e outras histórias

“Enquanto o mundo pega fogo”, “O homem e a galinha” e “Pra vencer certas pessoas” são os “causos” recontados por Ruth neste livro. Nos três, a sabedoria popular mostra até onde a ganância e a teimosia podem levar as pessoas, e também que os poderosos nem sempre são mais inteligentes que aqueles que não frequentam a escola.

Contos de Perrault

Clássicos da literatura mundial, os maiores contos de fadas de Charles de Perrault são recontados aqui com muita criatividade e invenção.

A Bruxinha ZUZU

A Bruxinha Zuzu é uma bruxa, claro, mas quem reparar direito vai ver que ela tem umas coisinhas diferentes. Os livros desta coleção são um pouco diferentes dos livros com os quais estamos acostumados. Uma das razões é que suas histórias são contadas com desenhos e não com palavras. A outra razão é que o assunto dos livros é um pouco atrapalhado, mas a culpa não é da autora, é da própria personagem. A personagem, por sua vez, diz que a confusão não é dela, e sim da bendita varinha mágica.

Quebra – Nozes e Camundongo Rei

Um dos melhores contos do genial E.T.A Hoffmann – que deu origem ao famoso balé de Tchaikovsky-, pela primeira vez numa tradução direta e integral. A pequena Marie se vê às voltas com estranhos acontecimentos desde que ganhou de Natal um curioso senhorzinho quebra-nozes. Os objetos ao seu redor parecem ganhar vida: as bonecas, os soldadinhos de chumbo de seu irmão…até que surge uma horripilante criatura para estragar tudo. Um mundo encantado está em perigo e para piorar, ninguém mais acredita nela. Uma história repleta das coisas mais esplêndidas e maravilhosas…se tivermos olhar para isso.

E o que vem depois de mil?

Otto começa a contar: “UM para a Lisa, porque essa, só tem uma”. “DOIS para dois biscoitos de reserva”, conta Lisa, “e TRÊS para as três festas no ano: o meu aniversário, o teu aniversário e o Natal!”
“E o que vem depois de mil?”, quer saber Lisa.
Lisa pode perguntar qualquer coisa ao Otto. Ele sabe dos números pequenos e grandes, do começo e do fim das coisas.

COLEÇÃO DESMONTANDO

A coleção Desmontando brinca com papéis coloridos, linhas e palavras. Desmonta animais, criando outras figuras. Desmonta palavras, juntando os pedacinhos em outras combinações e até cria novas palavras!
Os livros brincam com a sonoridade das palavras, contribuindo para a apreciação literária e a alfabetização. A coleção também incentiva a criatividade artística, por meio de suas ilustrações: colagens e desenhos a traço.
Além de contribuir para a apreciação literária e artística (letramento literário e artístico), os livros da coleção despertam a percepção das crianças para a sonoridade das palavras – o que os especialistas chamam consciência fonológica – contribuindo, assim, para o processo de alfabetização. Cada volume traz também um breve texto informativo sobre cada animal.

VIAGEM AO MUNDO DOS MICRÓBIOS

Você já parou para pensar qual a cor e a forma de um micróbio? E quantos micróbios estão ao nosso redor? Você saberia dizer? Com a invenção do microscópio, seres que antes eram invisíveis puderam ser vistos pela primeira vez e estudados mais detalhadamente. Foi aí que cientistas descobriram que alguns seres microscópicos podem causar doenças em pessoas e animais. Mas também existem muitos tipos de micróbios capazes de ajudar no tratamento de doenças e na fabricação de alimentos. Você sabe como isso acontece? A resposta está nesse livro, que conta a história de uma menina bastante curiosa que encarou uma aventura inacreditável pelo mundo dos micróbios.

CURUPIRA E O EQUILIBRIO DA NATUREZA

Você já deve ter ouvido falar que todos os seres vivos possuem um papel fundamental para manter o equilíbrio da natureza. Mas você sabe como isso acontece? Curupira é um personagem do folclore indígena brasileiro, considerado o protetor da fauna e da flora. Ele aprendeu uma lição muito importante ao tentar interferir no equilíbrio da natureza e agora vai ensinar a você como é possível usufruir dos recursos naturais sem destruí-los. Prepare-se, pois, Curupira, essa figura simpática, vai acompanhar você nessa aventura!

IARA E A POLUIÇÃO DAS ÁGUAS

A história deste livro trata da poluição das águas dos rios, contada por um conhecido personagem do nosso folclore, Iara, a protetora das águas. Mas ela não está sozinha. Você já ouviu falar no Curupira? Ele é o protetor das matas e dos animais, e tem muita coisa a nos dizer.

FLORINHA E A FOTOSSÍNTESE 

Você sabe como as plantas se alimentam? Elas fazem fotossíntese. Mas você sabe sabe o que é isso? E a cor esverdeada das folhas? Você sabe de onde vem?
Pois bem, este livro é para quem gosta da natureza e quer desvendar outros mistérios sobre o mundo das plantas. Você vai contar com a companhia de uma menina curiosa, Florinha, e de uma folha de primavera, nessa divertida história.
Deixei sua imaginação levar você para o mundo das plantas e embarque nessa aventura, onde você vai aprender um pouco mais sobre a importância das plantas e dos animais para nosso planeta!


Sexta verde na Trilhas

🍃 Vamos de receitinha vegana para nossa sexta verde? Empadão de palmito, feito aqui na

plugins premium WordPress