Nesse mês disponibilizamos 10 novas resenhas literárias.

 

TRAVADINHAS – Eva Furnari

travadinhas

Para compor estas “travadinhas”, a autora inspirou-se na tradicional brincadeira dos trava-línguas: composições verbais cuja repetição de sons provoca dificuldades ao serem faladas em voz alta. Isso torna o texto, além de desafiador, muito engraçado e prazeroso para as crianças. Assim, brincando, pode ser possível tornar mais claras muitas questões ortográficas, sem falar no treino de dicção e no estímulo para a criação de novas travadinhas. As ilustrações, originais e divertidas, casam perfeitamente com o texto, ajudando o leitor iniciante a compreender o que lê.

O TRICÔ DE TINA – Shery Webster

tricodetina

Tina sempre quis tricotar. Ela até sabia as palavras mágicas:

Primeiro um lacinho, depois um nozinho, assim fica pronto bem rapidinho.

Até o dia em que encontrou um novelo de lã e tricotou, tricotou…

Mas em pouco tempo ela se viu em apuro!

MALUQUINHO PELO MUNDO – Ziraldo

maluquinhopelomundo

“Cada país tem o menino maluquinho que merece”, afirma Ziraldo na apresentação do livro, cujas histórias são ambientadas em países dos cinco continentes – uma oportunidade de introduzir o leitor a uma diversidade de cenários, costumes e culturas.

No entanto, como o próprio autor faz questão de ressaltar, as roupas e as panelinhas desses personagens podem ser completamente diferentes, mas o jeito de olhar o mundo e sentir as coisas é o mesmo: deliciosamente maluquinho.

TRÊS VEZES – Ziraldo

tresvezes

O Menino Maluquinho conseguiu reunir, numa mesma história em quadrinhos, três tramas simultâneas e entrecruzadas, cada uma protagonizada por um personagem diferente. Nessas HQs, amigos do Maluquinho como a Juju, o Bocão e o Junim se revezam nos papéis centrais. Na prática, a cada história o leitor é apresentado a uma única aventura, só que contada a partir do ponto de vista de três diferentes personagens. Tudo fica mais claro quando os três protagonistas se encontram numa mesma cena – ou seja, quando as três tramas se enredam na narrativa principal.

OS 33 PORQUINHOS – José Roberto Torero

os33porquinhos

A história dos 3 porquinhos recontada de forma muito diferente. Aqui você pode misturar as histórias e no final serão 33 porquinhos contra um só lobo!

 

O PATINHO FEIO QUE NÃO ERA PATINHO NEM FEIO – José Roberto Torero

PATINHO FEIO

O Patinho Feio pode ser um lindo cisne, de pescoço comprido e asas lindas e longas; pode ser um gavião, forte e de asas largas; um espetacular pavão, com lindas penas e pescoço azul. Quem sabe então um ornitorrinco muito talentoso, astro de uma banda de rock ou um pin-guim patinador de sucesso no polo Sul. Com humor e delicadeza, O Patinho Feio Que Não Era Patinho Nem Feio mostra que uma história pode crescer e ficar bem diferente do que era no começo.

BRANCA DE NEVE E AS SETES VERSÕES – José Roberto Torero

brancadeneve

Segundo Torero, a história de Branca de Neve poderia ser muito diferente daquela que todos conhecem de cor e salteado. Basta alterar um pequeno detalhe para que tudo fique de cabeça para baixo. ‘Pense bem: se Branca fosse uma princesa muito bagunceira, talvez os Sete Anões não quisessem acolhê-la em sua casa. Isso mudaria tudo! Você já imaginou como seria o fim de Branca se ela não tivesse contado com a amizade dos anõezinhos?’, diverte-se o autor.

 

SERAFIM – Bel Linares

serafim

Serafim era um menino que não gostava de ficar para o fim. Por isso, ele não se arriscava em brincadeiras desconhecidas nem em responder para a professora quando não tinha certeza, por puro medo de errar. O que Serafim não sabia é que agindo assim ele acabava ficando mesmo para o fim, porque nunca se divertia, nunca participava de nada e ficava completamente deslocado da turma. Será que ele conseguiu superar este sentimento?

ZÉ MURIETA, O HOMEM DA CAPA PRETA – Liulian Sypriano

zemurieta

Na casa grande e amarela acontece cada coisa que só você vendo para acreditar. Crimes, seqüestros, moradores misteriosos, fantasmas, gatos, ratos e um montão de gente aprontando a maior confusão. Você também participa, brinca de detetive, desvenda mistérios e descobre mil coisas com a turma da Casa Amarela.

O MACACO QUE CALCULAVA – Anna Flora

o macaco que calculava

Neste volume, a autora conta a história dos macacos que se reúnem em uma roda, a roda dos problemas, para resolver cálculos.
Até que um dia eles se deparam com um problema muito complicado, e, mesmo com toda a macacada reunida, ninguém conseguia resolver a questão. Quem poderia ajudar? Claro! O professor Pitágoras, que já estava aposentado, mas aceitou o desafio e acabou reabrindo a A.M.A. Ficou curioso para saber o que é? Descubra, lendo ‘O Macaco que calculava.

 

Related posts

Confiram como foi o Encontro com os Avôs e Avós na Trilhas

Encontro com avôs e avós na Escola Trilhas A Trilhas promove este encontro entre diferentes gerações, ciente da importância da transmissão e da construção de valores e da cultura através das memórias, experiências e ações dos avôs e avós. Agradecemos a todos os avôs e avós que compareceram e tornaram esta semana incrivelmente especial, até

Leia Mais

Confira como foi a Colônia de Férias da Escola Trilhas!

Neste mês de julho, foram muitos momentos de diversão e alegria nas duas semanas da colônia de férias! Ateliês de artes plásticas, teatro de fantoches, contação de histórias, culinária, atividades de movimento, brincadeiras coletivas, jogos dramáticos, brincadeiras cantadas e gincanas. Em alguns dias, o sol resolveu aparecer e iluminar ainda mais nossos dias aqui na

Leia Mais

Sexta Verde

Desde 2018, a Trilhas adotou a campanha mundial que estimula a redução do consumo de carnes e outros alimentos de origem animal como estratégia essencial para a sustentabilidade do planeta A campanha Segunda sem Carne é um movimento mundial que se propõe a conscientizar as pessoas sobre os impactos que o consumo de produtos de

Leia Mais