Pais bem humorados = Filhos felizes?


pais-bem-humorados-filhos-felizes-55-1033

 Estudos cada vez mais aprofundados sobre a vida emocional dos bebês têm concluído que o nível emocional da mãe pode sim afetar o do bebê. Sentimentos ruins como ira, depressão e ansiedade exacerbada podem atrapalhar o desenvolvimento físico e psíquico dos pequenos.

E somam-se a isso as preocupações que as mães têm com os filhos após o nascimento: como vou educá-lo adequadamente, sem vícios ou conceitos que possam prejudicá-lo no futuro? Esses e muitos outros sentimentos muitas vezes paralisam as mães e tornam a relação com as crianças ainda mais difícil. Por isso, o segredo da boa convivência entre pais e filhos é o bom humor.

Sem levar tudo tão a sério e enxergar a formação de caráter dos filhos com mais leveza fica mais fácil educar. Dessa forma eles certamente crescerão mais felizes.

Esse bom humor, segundo a psicóloga Luize Garé, pode sim ajudar as mães a lidarem com o desafio da maternidade e da educação de uma forma mais leve e saudável. Ela defende que as pessoas bem-humoradas costumam enxergar os acontecimentos dando ênfase aos aspectos e possibilidades positivas e não às negativas. “Este modo de ser ajuda a mãe a ser mais otimista e, por consequência, a encontrar mais soluções para os problemas.”

Por consequência, os filhos tendem a se desenvolver de maneira mais saudável. “Se uma criança é criada a partir da crença de que se deve valorizar os aspectos positivos e cada conquista, provavelmente ela será uma pessoa mais positiva, com maior predisposição a se sentir bem e feliz”, pensa a psicóloga.

Mas esse bom humor, assim como tantas coisas que envolvem a criação dos filhos, precisa ser bem medido pelos pais. Isso porque, segundo Luize, ser bem-humorado não significa, necessariamente, estar sempre rindo ou fazendo piadas ou fugindo das frustrações.

“O excesso de piadas ou de comentários com o objetivo de descontrair o ambiente pode ser visto como imaturidade. O bom humor está ligado a uma forma de pensar, de encarar os acontecimentos do dia a dia”, lembra. “O ideal é os pais ensinarem aos filhos a enfatizar os aspectos positivos do cotidiano e às possibilidades de solução dos problemas”, finaliza.

Fonte: Vila Mulher.

Related posts

Qual a máscara ideal para as crianças?

Segundo a Dra. Letícia Kawano-Dourado, médica e pneumologista e pesquisadora que assessora a Organização Mundial da Saúde (OMS), em entrevista à revista Pais&Filhos a Dra. recomendou que as crianças que têm condições de usar a máscara, façam o uso dela. A Dra. Letícia aponta as melhores opções de

Leia Mais

Feliz Dia do Professor e dos Funcionários Educadores

Como sabem, aqui na Trilhas, todos nós exercemos diariamente o papel de educador. Gostaríamos de homenageá-los, neste especial 15 de outubro, Dia dos Professores e Funcionários Educadores, com um videoclipe produzido (a muitas mãos) com muito carinho, representando o dia a dia de trabalho de cada um, neste período atípico de pandemia. Deixamos aqui o

Leia Mais