O filho homem nasceu! Enquanto o pai comemora com o charuto que ganhou dos amigos, você se dá conta de que não faz a menor ideia de como cuidar de suas partes íntimas, anatomicamente bem diferentes das suas. Bem, talvez você tenha aprendido alguma coisa no curso de gestante, ou tenha tido uma experiência anterior com um sobrinho… Mas quando aquele serzinho minúsculo está em nossos braços e só depende da gente para se desenvolver bem, a história é outra. Além das questões básicas de limpeza que você vai ter que aprender rapidinho, é bom estar informada sobre as doenças e probleminhas típicos do sexo masculino, que você, sendo mulher, nunca teve que enfrentar.

Fimose
Todo mundo já ouviu falar, mas muita gente não sabe direito o que é. A doença se manifesta quando o prepúcio, ou a chamada “pelinha” do pênis, tem uma abertura estreita demais e não deixa a glande, ou a “cabecinha”, sair, o que pode resultar em infecção urinária. Em recém-nascidos, é comum essa abertura ser meio “fechadinha”, já que o prepúcio ainda está se formando, mas com o passar do tempo, a situação deve se normalizar. A fimose pode ser diagnosticada mesmo por volta dos 3 anos. Nessa idade, cerca de 10% dos meninos descobrem ter a doença. O tratamento pode ser feito com aplicação de pomada de corticoide por dois meses e, dependendo da gravidade do caso, com uma cirurgia que remove uma parte do prepúcio.

A parafimose é uma situação similar à fimose. Nela, o prepúcio pode ser retraído, mas não consegue voltar ao lugar, formando um anel que “estrangula” a cabeça do pênis, como uma gravata bem apertada, interrompendo o fluxo sanguíneo e podendo até gangrenar. Esses casos devem ser resolvidos rapidamente. O médico vai priorizar o tratamento clínico, com aplicação de pomada no local. Caso esse tratamento não funcione, a cirurgia é indicada. Como é uma coisa relativamente simples, não exige internação e o risco de complicações é pequeno.

Infecção urinária
As modalidades da infecção urinária do trato baixo, ou seja, ali nos “países baixos” mesmo, mais comuns são a cistite, inflamação da bexiga, causada principalmente pela ação de bactérias, e a uretrite, inflamação da uretra, que é o canal que leva o xixi da bexiga até o meio externo. Os principais sintomas delas são febre baixa e dificuldade de urinar.

A ocorrência é de 60 a 70% entre meninos de 0 a 4 anos. Apesar de acontecer com bastante frequência com os meninos, as infecções urinárias são mais comuns entre as meninas.

Já as infecções do trato alto são mais graves porque atingem os rins e podem levar à insuficiência renal. Os sintomas mais característicos são febre alta e dor na região lombar – na parte de baixo das costas. Os casos afetam 5% dos meninos e representam 20 a 30% dos casos de infecção urinária.

FONTE: Revista Pai & Filhos

Related posts

Trilha Solidária

Há quase 20 anos, a Trilhas recebeu um pedido para ajudar a arrecadar alimentos para uma instituição de caridade. A vontade de ajudar e de ser solidário contagiou a escola e assim começou o projeto Trilha Solidária. A contribuição é voluntária e a arrecadação é feita da seguinte maneira: no começo de cada mês, a

Leia Mais

11 DE JUNHO TEM FESTA JUNINA NA TRILHAS

PROGRAMAÇÃO 9h às 12h30 – Festa Junina para os (as) alunos (as) do Ensino Fundamental I e II 14h às 17h30 – Festa Junina para os (as) alunos (as) da Educação Infantil Nosso arraiá está chegando! Para quem já participou noutros anos, é hora de recordar o quão especial este evento é para a comunidade

Leia Mais