Por ser apaixonada por nutrição, amar cozinhar e ter uma filha pequena, acho importante abordar o assunto sobre a alimentação dos pequenos. A primeira coisa que noto nos pais brasileiros residentes em NY é a dificuldade que encontram para escolher uma alimentação adequada aos seus filhos. Na maioria das vezes não é por falta de vontade, mas sim de conhecimento. E morando numa cidade um tanto estressante como NY, fica muito fácil cair na tentação de alimentá-los do jeito mais conveniente para os pais, com comidas semi prontas, industrializadas e congeladas. Mas como esses pais brasileiros cresceram na rica cultura do arroz e feijão, já pressentem o que é bom e o que não é para o seu filho. Não é pra menos, pois a diferença nas duas culturas em relação a alimentação é muito grande.

No Brasil, boa parte das crianças com o devido acesso à comida, se alimentam bem. A comida é na maioria dos casos fresca e feita em casa. O prato de uma criança típica brasileira normalmente se constitui de arroz, feijão, um tipo de carne e legumes, tudo feito em casa e com amor. Uma alimentação saudável na infância, regada de legumes, vegetais e grãos integrais é muito importante para cultivar um paladar saudável para o resto da vida. Ensinar uma criança a comer é muito semelhante à ensiná-lo uma nova língua. Se os pais comerem bem e exporem as crianças à comidas saudáveis, as crianças crescerão com esse hábito sem o menor esforço. Mas se a criança crescer comendo processados, congelados e refrigerantes, será muito mais difícil que ela se habitue a um estilo de alimentação mais saudável quando atingir a idade adulta. Do mesmo jeito que acontece com o aprendizado de uma segunda língua. É muito mais fácil aprender uma língua na infância do que na idade adulta.

Já por outro lado, em NY muitos dos bebês e crianças que vejo nas pracinhas se alimentam com comida pré-pronta e papinhas industrializadas justificados por facilitar o trabalho dos pais (no Brasil já vejo este mesmo tipo de comportamento acontecendo. Não estou dizendo que em NY as crianças comem mal e no Brasil elas comem bem, mas sim que herdamos da cultura brasileira uma boa alimentação e os americanos herdaram o “fast food”). Mas essas comidas, cheias de sal e açúcar, comprometem a saúde da criança. Sim, a curto prazo o custo benefício de uma papinha industrializada pode valer a pena para poupar tempo. Mas quando a criança começar a ir ao pediatra corriqueiramente devido a problemas causados por uma alimentação inadequada, o tempo poupado com as papinhas serão gastos nos consultório médicos.

Sempre me preocupei com a alimentação da minha filha. Ela só foi experimentar açúcar e carne vermelha com 3 anos de idade quando estava de férias com os avós. Suas refeições sempre foram compostas de grãos integrais (arroz integral, quinoa e painço), verduras, legumes, feijões (azuki, tofu, mulatinho, lentilha), e de vez em quando um peixe ou um ovo. Não me importo que ela se delicie com os doces e salgados de ocasiões especiais, por que ela sabe que são comidas para serem apreciadas em ocasiões ESPECIAIS, e jamais para serem consumidas numa mesa de jantar. Assim tenho a esperança de que ela saiba discernir comida versus besteiras e que quando ela tiver os seus próprios filhos, ela lembre do sabor da comida da sua infância e faça questão de passar esse sabor para a sua nova família. Pois acho que um dos melhores presentes que um pai pode dar para um filho, é uma boa alimentação na infância e se vier acompanhado de uma segunda língua, melhor ainda!

Fonte: Bela Gil.

 

Related posts

11 DE JUNHO TEM FESTA JUNINA NA TRILHAS

PROGRAMAÇÃO 9h às 12h30 – Festa Junina para os (as) alunos (as) do Ensino Fundamental I e II 14h às 17h30 – Festa Junina para os (as) alunos (as) da Educação Infantil Nosso arraiá está chegando! Para quem já participou noutros anos, é hora de recordar o quão especial este evento é para a comunidade

Leia Mais

Feliz Dia das Mães

MÃES As mães não inventaram o Dia das Mães, o comércio inventou o Dia das Mães. As mães inventaram o colo carinhoso, o beijo lambuzado de sorvete, o abraço cheio de areia e barro, as mãozinhas sujas de tinta em seu vestido novo. As mães inventaram o doce olhar lacrimoso no dia do casamento do

Leia Mais

Evento Laços de Família

No dia 30 de abril,tivemos um sábado mais que especial aqui na escola! Nossa comunidade escolar estava toda reunida para uma manhã cheia de atividades culturais e artísticas em nosso Laços de Família! Confira as imagens dos Retratos de Família: Confira também as fotos do evento:

Leia Mais