Brincar ao ar livre faz bem à visão do seu filho

Mais um motivo para se divertir com o seu filho fora de casa. Atitudes simples, como passear no parque, andar pelas ruas e brincar no quintal de casa – ou no playground do prédio –, fazem bem à visão das crianças. De acordo com pesquisadores da Universidade Cardiff, na Inglaterra, quanto mais tempo a criança passa ao ar livre, menores são as chances de ela desenvolver miopia. Isso porque, quando a criança passa mais tempo fora de casa, brincando, por exemplo, ela exercita a visão de forma espontânea, ou seja, olha para perto e para longe (distâncias maiores de 5 metros), evitando assim danos ao globo ocular já que aumenta sua amplitude de visão.

O resultado dessa pesquisa está diretamente relacionado aos hábitos das crianças. Aquelas que passam mais tempo diante do computador e da televisão, por exemplo, são mais suscetíveis a terem problemas de visão porque olham durante horas seguidas só para objetos muitos próximos. “E o estímulo contínuo da visão de perto pode levar à miopia”, diz Luis Eduardo Rebouças de Carvalho, oftalmologista do Hospital Sabará (SP).

O especialista alerta que crianças com menos de 8 anos estão mais sujeitas a esse tipo de interferência visual. “A visão é um processo contínuo, a gente não nasce enxergando 100%. Ela se forma por completo entre 5 e 8 anos de idade, mas pode ser influenciada por fatores genéticos”, diz Carvalho.

Mas nada de ficar em pânico se não é sempre que você consegue estar com o seu filho ao ar livre. Uma dica simples pode ajudar a desenvolver a visão do seu filho: para cada hora na frente do computador ou da televisão, ele deve passar dez minutos com os olhos fechados ou olhando pela janela. De acordo com Carvalho, dessa forma a criança descansa a visão e treina diferentes focos, diminuindo o risco de miopia.

Quando levar seu filho ao oftalmologista

Algumas doenças oculares sérias podem aparecer logo após o nascimento. No entanto, como a criança ainda é muito pequena, os sintomas não são facilmente percebidos. Por isso, é importante fazer o teste do reflexo vermelho, chamado de teste do olhinho, realizado gratuitamente em algumas cidades nas primeiras 48 horas de vida. O médico incide uma luz de sistema refletor na retina, que é vermelha, para observar se há simetria entre as cores refletidas e diagnosticar possíveis doenças. Se for diagnosticada alguma anormalidade, o médico irá encaminhar o caso para um oftalmologista imediatamente. Se estiver tudo certo, a primeira consulta pode ocorrer por volta de 3 a 4 anos.

FONTE: Revista Crescer

Related posts

Como é o lá fora que a gente quer?

Conexões genuínas entre as crianças e a natureza podem revolucionar o nosso futuro. Mas será que essa descoberta ainda é possível nos grandes centros urbanos do mundo? Evidências científicas apontam que a falta de contato com a natureza pode contribuir para problemas físicos e mentais. No novo capítulo de “O Começo da Vida”, os principais

Leia Mais

Dia Mundial da Alfabetização

O Dia Mundial da Alfabetização é celebrado desde 1967, no dia 8 de setembro. Esta data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), com o objetivo de incentivar a discussão sobre o tema no mundo todo com ênfase em

Leia Mais

Dia dos Pais

Tributo a um pai gigante Como se mede a estatura de um pai? Com uma régua de dois metros? Meu pai media alguns centímetros, talvez quatro ou cinco, além de um metro e meio, mas tenho certeza de que era um gigante que se debruçava à noite, em minha cama, para ajeitar o cobertor e

Leia Mais