Casos de conjuntivite aumentam em meses mais frio

conjuntivite

Reforçar os cuidados com a higiene é fundamental para evitar a doença

A Secretaria de Saúde de São Paulo emitiu um alerta sobre o aumento de casos de conjuntivite nos meses mais frios do ano, que vai de maio a julho. Isso acontece porque as pessoas passam mais tempo em ambientes fechados, o que facilita a transmissão viral ou bacteriana da doença entre adultos e crianças.

De acordo com Marcos Guerra, oftalmologista do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, a conjuntivite é caracterizada pela inflamação da membrana conjuntiva que cobre o olho e a superfície interna das pálpebras. “Além de manter a higiene pessoal sempre em ordem, para prevenir contra a doença, é importante buscar tratamento e orientação médica imediatamente, caso haja suspeita de estar com conjuntivite”, afirmou em nota.

Entre os principais sintomas da doença estão os olhos avermelhados, lacrimejamento, sensação de areia, pálpebras inchadas e avermelhadas (e grudadas ao acordar), secreção amarela, verde ou branca, intolerância à luz e visão borrada. Vale lembrar que há dois tipos de conjuntivite: a viral e a bacteriana. No primeiro caso, o paciente lacrimeja em abundância e sente dores fortes, já no segundo há secreção nos olhos.

Normalmente, a conjuntivite viral leva 20 dias para sarar e é bem possível que afete o outro olho. O tratamento consiste no alívio de sintomas, com compressas geladas para reduzir o inchaço e colírios lubrificantes. No caso da bacteriana, a cura pode acontecer por volta de 10 dias. Como é uma bactéria, o especialista pode indicar um colírio de antibiótico. Lembre-se que só o médico do seu filho poderá dar o diagnóstico sobre o tipo de doença e indicar a medicação adequada.

Outro cuidado fundamental é deixar as crianças em casa durante o tratamento, para evitar passar a doença para os colegas da escola. Abaixo, confira mais dicas para evitar a conjuntivite:

– Lave as mãos e o rosto com frequência, com água e sabão

– Evite coçar os olhos

– Lençóis, travesseiros e toalhas devem ser de uso individual

– Evite compartilhar objetos (maquiagem, copo, toalha, travesseiro e etc.) com quem está com conjuntivite, principalmente colírios

Fonte: Revista Crescer.

Related posts

Agenda Cultural da Trilhas

Vamos de super dica pra dezembro com a Agenda Cultural da Trilhas: Com o grande desafio de adaptar o teatro ao virtual, a peça “Elas e Virgínia”, com Direção de Vanessa Corina, é baseada na obra de Virgínia Woolf, grande escritora e feminista do século XX. A peça será transmitida via live no instagram da

Leia Mais

Projeto Trilhas Sonoras

O Projeto Trilhas Sonoras foi concebido em 2001 para ser um gerador de situações de aprendizagens nos diversos campos de experiências da Educação Infantil e áreas do conhecimento do Ensino Fundamental. O projeto trabalha, a cada ano, um tema articulador de um grande processo pedagógico que perpassa a proposta curricular da escola e culmina com

Leia Mais

Biografias produzidas pela Turma do Apollo 11

Neste trimestre os alunos da turma Apollo 11 fizeram um trabalho de inglês, esse trabalho foi para o Projeto Criança, Mídia e Consumo. Nossa professora Guilian, propôs que fizéssemos uma biografia sobre uma pessoa que nos inspirasse. Os alunos e alunas escolheram escrever sobre amigos, cantores, cantoras, atores, atrizes, esportistas, entre outras personalidades. Fizemos a

Leia Mais