Água na Lancheira!! #águanalancheira

Screen-Shot-2013-08-25-at-20.18.03-300x207Neste último sábado tivemos um delicioso programa cultural na escola do meu filho. Música, fotografia, contação de histórias, malabarismos e muita diversão!!!

Eis que no meio dessa folia toda, eu engatei um papo super agradável com a Marisa, a diretora da escola, que não se limita a ser uma simples diretora, mas é uma pessoa que ama o seu trabalho e está sempre lá, de olho em tudo, conversando com todos e melhorando o já maravilhoso ambiente da escola a cada dia!

Conversamos sobre um assunto sempre complicado: a lancheira das crianças. A Marisa está sempre muito atenta ao que é oferecido na cantina da escola e procura sempre conversar com os pais e propor opções saudáveis para a lancheira. Para o ano que vem estamos programando um ciclo de palestras minhas para conscientizar os pais, dar ideias de opções realmente saudáveis e trocas de experiências.

Ela me contou que o que mais espanta é ver o que a maioria dos pais manda para as crianças beberem na hora do lanche. Caixinhas das mais variadas e, em caso mais extremos, até refrigerante aparece… Uma tristeza!

E nós duas ao mesmo tempo nos perguntamos: qual é a dificuldade que a maioria dos pais tem em oferecer ÁGUA aos seus filhos?? Sim minha gente, água, pura e simplesmente água, que é o que hidrata de verdade, é o que refresca de verdade, é super saudável, não engorda, limpa o corpo e a mente.

Mas os pais – com certeza não por mal, mas sim por falta de informação – acostumaram seus filhos a sucos, chás açucarados, achocolatados e outras caixinhas em geral, e até refrigerantes e aí, por falta de informação ou por falta de firmeza ou por uma falsa sensação de praticidade, se sentem obrigados a mandar caixinhas ou latinhas nas lancheiras dos seus pequenos.

Mas pessoal, vamos para e pensar um pouquinho!!! A “matemática” aqui é bastante simples: como eu já mostrei nesse texto aqui do site, produtos industrializados costumam ser infinitamente mais caros que comida e bebida de verdade, apesar de parecerem o contrário. E além deles serem caros por si só, a nossa saúde também paga um preço alto pelo seu consumo: pessoas – crianças e adultos – que consomem muitos industrializados têm mais facilidade em pegar doenças e desenvolver alergias e intolerâncias e isso custa médicos, remédios, exames, dias de trabalho e dias de diversão perdidos…

Enquanto beber água é pura saúde!!!!!!!

Olha gente, eu acho que vai ter muita gente pensando que se mandar água o filho não bebe, que vai voltar tudo, etc. Mas vamos pensar mais um pouquinho: água tem no filtro de casa, é barato e não estraga. Se o seu filho esta mega acostumado às caixinhas e latinhas açucaradas, pode ser que ele resista a água por alguns dias, mas sede é um sentimento primitivo, e ninguém morre de sede tendo água disponível!! Então se seu filho fizer birra nos primeiros dias, não se preocupe, insista!!!Screen-Shot-2013-08-25-at-20.18.38-300x168

Se você quer fazer uma mudança gradual, invista em águas aromatizadas com ervas e/ou frutas – eu uso esse artifício direto quando tenho convidados em casa (no dia a dia ficamos felizes da vida com água purinha) ou quando faço eventos. Além de muito saborosas, são lindas, refrescantes, e ninguém sente falta de sucos ou refrigerantes!!

Se o coleguinha do seu filho é do tipo que só toma caixinhas ou latinhas na hora do lanche, converse com a mãe dele, converse com a diretora da escola, convoque uma reunião, crie a campanha #águanalancheira – aliás, acabei de criá-la, vou divulgar, e peço a ajuda de vocês para isso. A nossa saúde e a saúde das nossas crianças pode melhorar imensamente com essa mudança tão simples, tão pequena, mas tão importante!!

Vamos lá?? #águanalancheira

Fonte: Crianças na cozinha

Related posts

Como é o lá fora que a gente quer?

Conexões genuínas entre as crianças e a natureza podem revolucionar o nosso futuro. Mas será que essa descoberta ainda é possível nos grandes centros urbanos do mundo? Evidências científicas apontam que a falta de contato com a natureza pode contribuir para problemas físicos e mentais. No novo capítulo de “O Começo da Vida”, os principais

Leia Mais