Resenha: A história das coisas

Pessoal, a turma da Floresta preparou para vocês um documento muito interessante com diversos links e resenhas sobre Educação Ambiental X Consumismo. Aproveitem!

Resenha de “A História das Coisas”

Nos núltimos anos, a questão ambiental ganhou extrema força. A humanidade começa a criar a consciência de que todos os nossos atos, sem exceção, têm alguma consequência, direta ou indireta. Nesse período, muito se discutiu, alarmou e analisou sobre o que estamos fazendo com o nosso próprio planeta. Isso gerou questionamentos, sendo alguns deles mostrados no vídeo “a história das coisas”.

No vídeo, há uma certa crítica sobre o consumismo excessivo que faz a produção de lixo e demanda de matéria-prima, principalmente nos estados unidos, ser extremamente alta. Até aí não há problemas. Realmente a produção de lixo e demanda de matéria-prima são um dos problemas que devem ser solucionados, ou pelo menos amenizados. Porém, se equivocaram ao culpar o governo e as grandes corporações por tudo isso. Não que estes estejam fazendo a sua parte, mas não se pode jogar toda culpa neles. Todas as empresas têm como objetivo o lucro. É por isso que a todo momento estão criando coisas novas e jogando propagandas atrás de propagandas para o povo.

É para vender mais. Se não fizer isso, quebra. Apenas é uma questão de sobrevivência. Infelizmente, isso também se aplica à mídia. Ela deveria ter como objetivo informar as pessoas, mas isso está perdendo espaço para as coisas que dão audiência e, indiretamente, também dá lucro. O governo, hoje, também não tem muito o que fazer. Ele não pode simplesmente ignorar as grandes empresas. Se fizer isso, o estado quebra. A economia depende do rendimento dessas empresas.

Vendo assim, parece que não há soluções, mas existem. Primeiramente não deveríamos nunca nos deixar influenciar por tudo o que vemos na mídia. Devemos ter um senso crítico de tudo o que nos cerca, para que possamos fazer as coisas de forma consciente. Para isso, devemos ter uma boa educação, tanto em escolas, quanto em casa. Se este passo for dado, o segundo fica mais fácil.

Todos nós devemos fazer a nossa parte. Se todos fizessem a sua parte, sem se preocupar se o governo ou as grandes empresas também estão, com certeza ajudaria. Não somos tão impotentes quanto imaginamos ser. Temos o poder de mudar as coisas, sim. Uma outra saída, a que parece mais palpável, seria transformar a questão ambiental em algo rentável. Fazer com que preservar o planeta fosse algo lucrativo seria realmente efetivo.

Com certeza as empresas se esforçariam mais para cuidar melhor do mundo e os avanços seriam tão grandes quanto os saltos da tecnologia hoje em dia. O crédito de carbono pode ser um começo. Talvez algo na mesma logística voltada para empresas e para qualquer área ambiental – não apenas à emissão de gás carbônico – permitiria tais avanços.

O vídeo é muito simplista nos seus argumentos. Em alguns trechos, é tão alienista quanto a mídia que ela tanto critica. Talvez esse tom alarmante seja necessário para que todos acordem e façam alguma coisa. Se não for tão incisivo, os resultados são praticamente nulos. É isso o que importa. Conscientizar as pessoas de que precisamos de mudança o quanto antes. Não podemos mais protelar, pois a situação está cada vez mais crítica.

Postado por Rafael

Texto retirado de http://dvgcoesmntsemlmts.blogspot.com/2009/10/resenha-de-historia-das-coisas.html

Assista “A História das Coisas”

A História das Coisas (legendado):
<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/3c88_z0ff4k?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

A História das Coisas (dublado – parte 1):
<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/zpkxcpxkili?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

A História das Coisas (dublado – parte 2):
<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/zgynw5pixe8?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Reciclagem no Brasil

Trecho de um Globo Repórter

<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/4xfvpb6bisg?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

A unidade de valorização de recicláveis, em campo magro, mantida e administrada pelo instituto pró-cidadania de curitiba-ipcc, é referência na separação de lixo. A usina contribui com a preservação de cerca de 15 mil árvores, que deixam de ser cortadas por mês. A reciclagem também evita a extração de 58 toneladas de bauxita, minério utilizado na fabricação do alumínio.

Jornal nacional
<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/utrxtdeaggw?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

O brasil produz uma enorme quantidade de lixo eletrônico, mas muito pouco é reciclado. Saiba, neste vídeo, o que fazer com pilhas, celulares, baterias e computadores velhos.

<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/6z9oepxsgq4?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Domingo, 07/03/2010: são 40 milhões de toneladas por ano, no mundo inteiro. Se forem descartados de qualquer jeito, colocam em risco a sua saúde e a do planeta. Dar um destino ecologicamente correto a ele não é fácil. Direitos reservados à tv globo.

<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/ex0j_zlaney?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Reportagem sobre lixo eletrônico na tv diário, afiliada da rede globo na região do alto tiete.
<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/jjv26kvy0_y?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Matéria sobre a importância da reciclagem para a preservação do meio ambiente. Brasil é um dos líderes mundiais em reciclagem de embalagens pet. O pet é 100% reciclável!<iframe title=”youtube video player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/slh_2gtvxku?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Reportagem detalhada sobre o lixo gerado na cidade de são paulo. Idéias criativas para dar um destino correto para o lixo, em casa.

Reportagem: clara vana edição: elvis petrorenzo

imagens: gustavo borges e antonio pimentel supervisão: marcelo dias
vídeo produzido pela tv mackenzie, exibido no programa recorte em dezembro/2008
<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/8l1jjdklcrs?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Uma das músicas menos conhecidas do ratinho do castelo rá-tim-bum, programa infantil da tv cultura. Ver letra abaixo
<iframe title=”youtube video player” class=”youtube-player” width=”480″ height=”390″ src=”http://www.youtube.com/embed/7oihkbrdkim?rel=0” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>
composição: hélio ziskind

uma cesta é muito bom,
quatro cestas é melhor.
Uma lata quando fica
toda torta, velha, amassada,
tá pedindo…

- ah! Eu quero a minha cesta,
quero voltar prá minha cesta,
me joga lá vai!
Ah ah, nasci de novo!

Cesto fantástico,
vire cartola.
Faça o plástico,
virar bola.

Abracadabra,
carrapato, carambola vai…
E vira bola e vira pato e
vira carro hum, hum.

Num papel eu desenhei.
Eu olhei e não gostei.
Mandei prá cesta
o meu papel
hum, hum….
Sabe o que aconteceu?
Ele rodou, virou, dobrou,
dobrou e foi pro ceú.

Era uma vez,
um vidro verde
um rato azul malabarista,
girando garrafa
com panca de artista.

De repente surgiu,
uma cara de palhaço
teve gente que aplaudiu
eu vi garrafa no espaço…

O palhaço abriu a boca
mastigou, mastigou,
mastigou e cuspiu
tin, tin, tin, tin,
três copos cantando em trio.

Cantando o quê?
Cantando o rap do re,
o rap do ci,
o rap do clar.

Lata, plástico, papel e vidro,
vão reciclar, é prá acabar.

Vou repetir mais uma vez,
você limpa bem o seu ouvido:
lata, plástico, papel e vidro
cada um tem uma cesta especial.
Tá bom não falo mais, tchau!

*

“Estamira”

Documentário de Marcos Prado

<object width=”480″ height=”385″><param name=”movie” value=”http://www.youtube-nocookie.com/v/qyqjs561pwa?fs=1&amp;hl=pt_br&amp;rel=0″></param><paramname=”allowfullscreen” value=”true”></param><param name=”allowscriptaccess” value=”always”></param><embed src=”http://www.youtube-nocookie.com/v/qyqjs561pwa?fs=1&amp;hl=pt_br&amp;rel=0” type=”application/x-shockwave-flash” allowscriptaccess=”always” allowfullscreen=”true” width=”480″ height=”385″></embed></object>

O filme relata fielmente a vida de uma senhora tachada como louca pela família e médicos, porém de uma lucidez incrível.
Este foi o primeiro documentário do originalmente fotógrafo marcos prado. Vencedor de um total de 23 prêmios nacionais e internacionais conta a história de estamira, mulher simples de vida difícil que encontra no lixão uma possibilidade de sobrevivência.
Essa senhora de 62 anos de idade renega a deus por diversas razões e é capaz de explicar todos os fenômenos naturais e humanos de forma lúcida, eloqüente e ao mesmo tempo questionadora. Ela é uma prova de que as pessoas têm sim a capacidade de pensar e agir de forma contrária à padrão e se manterem intelectualmente ativas, embora os arrogantes psiquiatras que a tratam discordem desse conceito, preferindo dopá-la à ouvi-la.
Estamira não é uma mulher estudada, pelo contrário, mal sabe ler já que durante a infância passou por maus bocados que, no decorrer do documentário, servem para explicar suas crenças e instabilidade emocional.
A direção de marcos prado foi brilhante, ele não tentou apenas dar voz à estamira, ele também buscou uma forma de tornar visível sua existência para que servisse de exemplo “nu e cru” para todos aqueles que venham a se interessar por tentar compreender o mistério que é o ser humano…
Título original: Estamira
gênero: documentário
duração: 115 min.
Ano: brasil – 2006
áudio: português
legendas: inglês
distribuidora: riofilme/zazen produções audiovisuais
direção e roteiro: marcos prado

http://www.cinemaemcena.com.br/estami…

Http://www.estamira.com.br/

Um comentário

  1. Mariana Campolina

    Parabéns, enfim um comentário realista sobre esse vídeo. As pessoas são muito mecânicas, escutam e compram a idéia de cara. Cérebro taí para isso, para usar, pensar. E todos nós somos consumistas, até quem viu esse vídeo, bateu palmas e criticou o mundo, mas depois desligou o computador e foi dormir num travesseiro assim como o exemplificado no vídeo. Enfim, sensacionalismo só afeta quem se deixa levar, antes de criticar tudo e todos depois desse vídeo, faça sua parte então, aí sim você poderá dizer que é diferente dos outros e não apenas por se deixar levar por um vídeo tão superficial.

Comentar