banner-lancheira

Uma dose de criatividade pode ajudar os pais a criar opções gostosas para o lanche da escola, com alimentos ricos em vitaminas, proteínas, ferro, cálcio e fibras, em vez daqueles com gordura, açúcar e sódio em excesso. Pães integrais, queijo branco, cenoura em palitos e sucos naturais são algumas das opções de uma lancheira saudável. E quanto mais colorido o conjunto, melhor, porque cada item tem um tipo de vitamina e mineral diferente. Pedir ajuda à criança para montar o lanche também é uma boa dica. Enquanto lavam as frutas, por exemplo, os pais podem explicar os benefícios de cada uma.

“Alimentação é hábito, por isso é possível acostumar crianças a comer bem. Para beber, é sempre recomendável levar suco de fruta natural ou até de polpa congelada. Suco de caixinha deve ser evitado, porque tem muito conservante”, conta a nutricionista Daniela Lasman, do programa MAIS (Modelo de Alimentação Infantil Saudável). Para comer, é importante escolher uma fonte de carboidrato para dar energia, que pode vir de um pão de forma integral com requeijão ou de biscoitos salgados integrais. “Biscoito de polvilho, que é assado, e pipoca feita na panela, com pouco óleo e sem manteiga, também são boas opções”, diz Daniela.

Segundo a nutricionista Mariana Fróes, especializada em nutrição infantil, como preparar um lanche gostoso e saudável para as crianças é uma das maiores dúvidas das mães que chegam ao consultório. “Se for levar um sanduíche para a escola, coloque um pão integral com grãos e recheios simples, nada de embutidos. Ou um frango desfiado com milho, geleia 100% fruta”, sugere.

Embutidos como presunto, mortadela e salame são alimentos com sódio e gordura em excesso e devem ser evitados. Até mesmo o peito de peru não deve ser ingerido em grandes quantidades, pois costuma ter muito nitrito e nitrato para ajudar na conservação, o que é prejudicial. Conservação, aliás, é um ponto fundamental para garantir um lanche saudável. Embalar o sanduíche em papel alumínio ajuda a mantê-lo fresco e evita a contaminação, assim como preferir a lancheira térmica à comum. Para o suco, o ideal são as garrafas térmicas escuras, que conservam melhor as vitaminas.

E, para os lanches dos passeios de fins de semana, como driblar as tentações dos lanches rápidos das grandes redes de fast food? Para os especialistas, importante é criar o bom hábito nos filhos. “Eu costumo dizer às mães que fast food somente uma vez por mês, no máximo. Quer comer um hambúrguer? Dá para fazer um bem saudável em casa, no forno, com carne moída. Também dá para fazer uma pizza gostosa com massa integral e uma cobertura de queijo branco e atum light, por exemplo”, ensina Daniela Lasman.

Fonte: Saúde360

Related posts

Confiram como foi a 23ª Feira do Livro da Trilhas!

Nossa 23ª Feira do Livro, que aconteceu no sábado, dia 22/9, foi um sucesso! O dia estava lindo, muitas famílias presentes para acompanhar a programação cheia de atividades! O evento contou com espaços para as turmas apresentarem seus livros coletivos, compra e troca de livros e gibis, contação de histórias, leituras dramáticas pelos 5º anos

Leia Mais

Alunos e alunas vivenciam uma visita à Feira

A nutricionista Graziela Carrão, responsável pelo Setor de Alimentação e Nutrição da Escola Trilhas, realizou uma atividade com as turmas do Infantil V para enriquecer as conversas sobre o projeto que este nível desenvolverá no Simpósio Criança, Mídia e Consumo: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. A ideia de “ir à feira com a Grazi” foi para criar uma

Leia Mais

Atenção! o Tamanduá-Bandeira corre risco de extinção.

As turmas dos infantil VI (Peixe Boi e Tamanduá-Bandeira) estão investigando animais que correm risco de extinção. Acompanhe abaixo o texto coletivo produzido pelas crianças, com a ajuda das Professoras Renata e Karen. “Você conhece o Tamanduá-Bandeira? Ele é um mamífero que vive no cerrado e se camufla nos matos maiores. E mesmo conseguindo se

Leia Mais