Trilhas Sonoras 2017: nomes das turmas do projeto Nós da Língua

Em 2017, o tema escolhido para o Projeto Trilhas Sonoras foi “NÓS DA LÍNGUA”.

Entramos, no segundo semestre, numa das fases mais bonitas desse projeto, pois as turmas já escolheram seus nomes (lista de nomes ao final da página). Neste ano algumas canções foram resgatadas do acervo de mais de 110 músicas, e novas composições nasceram.  Ouça todas as canções de 2017, clicando aqui.

Como funciona?
Concebido em 2001 para ser um gerador de situações de ensino, nas diversas áreas do conhecimento, o projeto Trilhas Sonoras/Nome de Turma trabalha, a cada ano, um tema articulador de um grande processo pedagógico que perpassa a proposta curricular da escola e culmina com a apresentação das músicas das turmas no final do ano.

Para explorar o tema “Nós da Língua”, os professores da Trilhas contam com a assessoria do biólogo Rodrigo Kersten, do educador Nélio Spréa e do historiador Otávio Zucon. Logo na primeira semana pedagógica deste ano, Rodrigo falou para nossa equipe pedagógica sobre a “Origem e Irradiação da Humanidade pelo Mundo”, assim como Nélio e Otávio apresentaram a palestra “Pluralidades de um Brasil profundo”.

Foi quando os professores da Trilhas dividiram-se em sete equipes para explorar e estudar os seguintes eixos principais: “Etnobotânica”, “Brincadeiras Indígenas”, “Patrimônios Imateriais, Mitos e Lendas”, “Língua, Linguagem e Falares”, “O migrar da humanidade forma as raízes do povo brasileiro e nossas heranças culturais”, “Culturas Africanas” e “Folguedos Folclóricos Infantis”. 

“A partir da exploração destes eixos temáticos, cada professor apresenta algumas possibilidades de nomes para sua turma. É neste momento que os alunos fazem suas escolhas, por meio de votação. Uma vez decidido o nome, eles pesquisam sobre o assunto, as famílias também contribuem mandando materiais, imagens, vídeos, filmes e textos…”, explica Maria Inês W. Galvão, diretora da Trilhas.

Pesquisas se transformam em canções
Esse processo gera uma grande discussão entre os alunos e muita produção de material. Aí então chega o momento de os professores, junto com os alunos, sistematizarem esse conhecimento: registram, fazem textos coletivos e organizam os conhecimentos apreendidos. Este material é entregue aos compositores, que se inspiram nos textos e informações dos alunos para criar novas letras de músicas.

Dentre as mais de 110 composições já produzidas pelo projeto Trilhas Sonoras, a maioria delas são de Milton Karam. Mas outros compositores, como Nélio Spréa, Paulo de Nadal, Estrela Leminsky e Téo Ruiz também participam do projeto.

Gravação do CD na Trilhas
A Trilhas já gravou vários CDs que foram produzidos em parceria com a Parabolé, Educação e Cultura. O CD Mundiverso (2008) e o Brincolê, Brincolá (2014) concorreram ao Prêmio da Música Brasileira e ficaram entre os finalistas.  Durante o mês de agosto, para a gravação do CD deste ano será montado um estúdio de captação de áudio na escola,  como já aconteceu em anos anteriores. Todos os alunos passarão pela experiência de vivenciar o processo de gravação, interagir com diferentes profissionais e aprender sobre como se comportar num ambiente que exige uma dose extra de concentração e colaboração com o grupo. 

A última vez que tivemos um estúdio montado na Trilhas foi em 2014 (clique aqui para saber mais). “Acompanhar os alunos nestes momentos de gravação, ver a empolgação e o envolvimento deles, desde os menorzinhos, que nem sabiam o significado da palavra gravar, até os ‘grandes’, que já haviam passado por esta experiência, e depois ouvi-los… É lindo demais.”, relembra Maria Inês. 

Uma vez concluída a fase de gravações na escola, o material sonoro  seguirá para a edição e até o final do ano letivo os CDs estarão prontos e poderão ser adquiridos pelas famílias. Clique aqui e conheça os CDs já produzidos.

História do Projeto
Em 2001, durante o desenvolvimento do projeto Nome de Turma, o músico e compositor Milton Karam, então “pai da Trilhas” presenteou a turma da sua filha Luana – do Jacaré – com uma música sobre o tema. “Meu elo com a Trilhas foi muito além do que a de um pai com a escola de sua filha. A Trilhas, como um grande ambiente inspirador que é, me motivou a escrever essa música para a turma da Luana há 16 anos. A música é quase uma brincadeira, imaginando a Turma do Jacaré e o que seria o Jacaré para as crianças. Foi assim que tudo começou”, conta Milton Karam.

As professoras e os alunos adoraram, logo a notícia se espalhou e outras turmas também queriam música.  Diante do grande envolvimento dos alunos e professores, a partir de 2002 a Escola Trilhas passou a incorporar uma música ao nome de turma e o projeto Nome de Turma foi rebatizado e passou a se chamar Trilhas Sonoras.

 CLIQUE PARA LER: A história das músicas da Trilhas, escrita por Milton Karam.

Um projeto, múltiplas possibilidades para aprender
Por ser um projeto que envolve diferentes práticas de linguagem oral e escrita, engloba as áreas de natureza e sociedade, literatura, arte e aspectos da cultura geral, e considerando a amplitude dos temas escolhidos a cada ano, ele é considerado um dos mais relevantes da nossa prática pedagógica. “Compartilhar ideias, sentimentos e decisões dentro da escola permite que os alunos ampliem seu repertório de pensamentos e ações. São instrumentos para eles lidarem com as futuras questões que irão enfrentar no contexto social e na construção do senso de coletividade e cidadania”, conclui Maria Inês W. Galvão.

 Nomes das Turmas da Educação Infantil  
INF. II A – TURMA DO MACACO MURIQUI 
INF. II B – TURMA DO QUERO-QUERO 
INF. II C –  TURMA DO QUATI
INF. II D –  TURMA DO GUAXINIM
INF. III A – TURMA DO BOI TRILHEIRO 
INF. III B – TURMA DA MARICOTA
INF. III C – TURMA DO TAMANDUÁ
INF. III D – TURMA DO CAVALINHO DE PAU
INF. IV A – TURMA DO ARCO E FLECHA
INF. IV B – TURMA DO TUCUNARÉ
INF. IV C – TURMA DO BILBOQUÊ
INF. IV D – TURMA DA PETECA
INF. V A – TURMA GIGANTES DA FLORESTA
INF. V B – TURMA DAS PLANTAS MEDICINAIS
INF. V C – TURMA DOS FULNI-Ô
INF. V D – TURMA DA FOLIA
INF. VI –  TURMA DO TUPI-GUARANI 

Nomes das Turmas da Educação Infantil  
1º ANO A – TURMA DO ALECRIM
1º ANO B – TURMA DO ENCONTRO
1º ANO C – TURMA DO PINDORAMA
2º ANO A – TURMA DO BAOBÁ
2º ANO B – TURMA ABAYOMI
2º ANO C – TURMA DOS 20 RAFIKES
3º ANO A – TURMA UBUNTU
3º ANO B – TURMA DA CAPOEIRA 
3º ANO C – TURMA DO CAÁ
4º ANO A – TURMA DA ERVA-MATE
4º ANO B – TURMA DOS GUERREIROS PLANTADORES
4º ANO C – TURMA DOS LENDÁRIOS
5º ANO A – TURMA DOS MESTIÇOS BRASILEIROS
5º ANO B – TURMA DOS EUROAFROÍNDIOS

Related posts

Confiram como foi a 23ª Feira do Livro da Trilhas!

Nossa 23ª Feira do Livro, que aconteceu no sábado, dia 22/9, foi um sucesso! O dia estava lindo, muitas famílias presentes para acompanhar a programação cheia de atividades! O evento contou com espaços para as turmas apresentarem seus livros coletivos, compra e troca de livros e gibis, contação de histórias, leituras dramáticas pelos 5º anos

Leia Mais

Alunos e alunas vivenciam uma visita à Feira

A nutricionista Graziela Carrão, responsável pelo Setor de Alimentação e Nutrição da Escola Trilhas, realizou uma atividade com as turmas do Infantil V para enriquecer as conversas sobre o projeto que este nível desenvolverá no Simpósio Criança, Mídia e Consumo: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. A ideia de “ir à feira com a Grazi” foi para criar uma

Leia Mais

Atenção! o Tamanduá-Bandeira corre risco de extinção.

As turmas dos infantil VI (Peixe Boi e Tamanduá-Bandeira) estão investigando animais que correm risco de extinção. Acompanhe abaixo o texto coletivo produzido pelas crianças, com a ajuda das Professoras Renata e Karen. “Você conhece o Tamanduá-Bandeira? Ele é um mamífero que vive no cerrado e se camufla nos matos maiores. E mesmo conseguindo se

Leia Mais