Conheça o projeto “Brigada de Esponjas Scotch-Brite”

Lixo orgânico, papel, plástico, vidro, metal… A lista de itens que podem ser reciclados ganhou mais um elemento: as esponjas de limpeza para uso doméstico. Pensando na quantidade de esponjas que são descartadas anualmente no lixo, a Scotch-Brite se juntou à TerraCycle para criar, pela primeira vez no mundo, um sistema de coleta e reciclagem das esponjas – de todas as marcas do mercado e suas respectivas embalagens plásticas para transformá-las em produtos sustentáveis: Brigada de Esponjas Scotch-Brite.

Além do aspecto ambiental, a Brigada de Esponjas Scotch-Brite dá a chance aos consumidores de se engajarem em uma causa social. Isso porque a cada esponja enviada para a reciclagem, será doado R$0,02 para uma escola ou organização sem fins lucrativos escolhida por cada participante.

“A Brigada de Esponjas Scotch-Brite reforça a preocupação da marca com a preservação do meio ambiente e convida os consumidores a ajudar o próximo”, comenta Emerson Mota, gerente de produtos da divisão de Limpeza Doméstica da 3M do Brasil.

Dados sobre a produção de esponjas e de lixo no país:

– São produzidas cerca de 360 milhões de esponjas multiuso anualmente no Brasil, segundo dados da própria 3M.

– A cada ano, os brasileiros geram 68 milhões de toneladas de lixo urbano, segundo dados do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2012, publicado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais.

– Das cerca de 183 mil toneladas diárias de lixo produzido no País, 73 mil são resíduos recicláveis, de acordo com o estudo Pagamento por Serviços Ambientais Urbanos para a Gestão de Resíduos Sólidos, lançado em 2010 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), e equivalem à perda de R$8 bilhões por ano em matérias-primas não aproveitadas.

Fonte: Ciclo Vivo

Related posts

Escolas começam a enfrentar déficit de natureza das crianças

Se alguma escola ainda tem grama sintética no parquinho é melhor arrancá-la imediatamente. Está tudo errado nessa ideia meio anos 1980 de se construir um ambiente artificial para que a criança não se suje enquanto brinca no intervalo. Primeiro, porque a brincadeira no pátio não é vista mais apenas como algo que o aluno faz

Leia Mais

Todas as escolas públicas de Nova York aderem à Segunda Sem Carne

Já está mais do que comprovado pela ciência de que uma das melhores maneiras de ajudarmos o meio ambiente éreduzir o consumo de carneou abraçar de vez a dieta vegetariana. Especialistas dizem que reduzir o consumo de carne vermelha é mais eficaz contragases do efeito estufado que deixar de andar de carro. Foi pensando nisso

Leia Mais