Todas as escolas públicas de Nova York aderem à Segunda Sem Carne

Já está mais do que comprovado pela ciência de que uma das melhores maneiras de ajudarmos o meio ambiente é reduzir o consumo de carne ou abraçar de vez a dieta vegetariana. Especialistas dizem que reduzir o consumo de carne vermelha é mais eficaz contra gases do efeito estufa do que deixar de andar de carro. Foi pensando nisso que o prefeito de Nova York – Bill de Blasio, acabou de anunciar que a partir de agora todas as escolas públicas da cidade irão adotar a Segunda Sem Carne, como uma maneira eficaz de ajudar o planeta, os animais e estimular as crianças a se alimentar melhor.

O programa já foi testado em 15 escolas no Brooklyn em 2018, mas este ano se estenderá por toda a cidade. A ideia é tentar diminuir o consumo de carne de um dos países mais carnívoros do mundo: “Cortar um pouco a carne vai melhorar a saúde dos nova-iorquinos e reduzir as emissões de gases de efeito estufa”, afirmou o prefeito.

Já não é de hoje que Nova York está se tornando verde. A metrópole já incluiu pratos compostáveis ​​em vez de bandejas de poliestireno e colocou estações de reciclagem nos refeitórios das escolas. Para aqueles que estão criticando a medida, Bill de Blasio é enfático: “Para aqueles que zombam dessa noção, tenho alguns conselhos simples: olhe para a ciência. Veja os dados. Olhe para a obesidade infantil. Olhe para diagnósticos pré-diabetes. Veja o fato de que 65% das crianças americanas entre 12 e 14 anos apresentam sinais de doença precoce do colesterol”.

 

Por: Gabriela Glette

[Fonte: Hypeness]

Related posts

Alunos (as) recebem a visita de diferentes animais

Durante as ultimas semanas as turmas têm realizado pesquisas para o projeto Nome de Turma. Como o tema gerador desse ano é “Conexões de Toda Natureza”, os eixos de pesquisas estão voltados para a natureza, para as diversas espécies de árvores e de animais. Ana Carolina, veterinária e mãe da Trilhas, gentilmente trouxe alguns animais

Leia Mais

Água de oito em cada dez municípios do Paraná apresenta “coquetel” de agrotóxicos

Em cada oito de dez municípios paranaenses, os cidadãos, ao consumirem água, acabam ingerindo um verdadeiro coquetel de agrotóxicos. É o que revela uma investigação feita com base em dados do Ministério da Saúde, os quais apontam que em 326 das 399 cidades do Paraná (81,7% do total) foi testado positivo, entre 2014 e 2017,

Leia Mais

Escolas começam a enfrentar déficit de natureza das crianças

Se alguma escola ainda tem grama sintética no parquinho é melhor arrancá-la imediatamente. Está tudo errado nessa ideia meio anos 1980 de se construir um ambiente artificial para que a criança não se suje enquanto brinca no intervalo. Primeiro, porque a brincadeira no pátio não é vista mais apenas como algo que o aluno faz

Leia Mais