Kid sleeping in a bed

Os homens que dormem pouco durante a semana podem diminuir o risco de desenvolver diabetes tipo 2 se compensarem as horas de sono perdido durante o fim de semana, sugere um estudo apresentado na reunião anual da “The Endocrine Society” e citado pelo “Alert”.

“Todos sabemos que precisamos de ter um número de horas de sono adequado, mas devido às exigências profissionais, por vezes é difícil de conseguir. O nosso estudo demonstrou que o aumento das horas de sono pode melhorar a sensibilidade à insulina, reduzindo consequentemente o risco de diabetes tipo 2, nos homens”, revelou o líder do estudo, Peter Liu.

Neste estudo, os investigadores da Universidade de Sydney, na Austrália, contaram com a participação de 19 homens não diabéticos, que tinham uma média de idade de 28,6 anos, e que ao longo de seis ou mais meses tiverem um tempo de sono inadequado durante a semana de trabalho. Em média, os participantes dormiam 6,2 horas por noite. Contudo, ao fim de semana dormiam cerca de 2,3 horas adicionais. Os participantes foram convidados a dormir três noites, em dois fins de semanas separados, num ambiente controlado. Cada homem foi incluído em duas das três condições de sono: 10 horas de sono, seis horas de sono e 10 horas na cama, em que a presença de ruídos não os fazia acordar mas mantinha-os sob um sono superficial. Na quarta manhã foram medidos os níveis de glucose e insulina de cada participante de forma a calcular a sensibilidade à insulina. Todos os participantes tiveram, ao longo do tempo de estudo, a mesma ingestão de alimentos, refere o “Alert”.

O estudo apurou que a sensibilidade à insulina aumentou para os participantes que dormiram 10 horas por noite ao fim de semana, comparativamente com aquele que continuavam a ter restrições no número de horas de sono, ou seja que apenas seis horas. Os investigadores concluem assim que o aumento de número de horas de sono para os homens que habitualmente têm défice de horas de sono pode melhorar a sua sensibilidade à insulina.

FONTE: Revista Pais e Filhos

Related posts

Confiram como foi a 23ª Feira do Livro da Trilhas!

Nossa 23ª Feira do Livro, que aconteceu no sábado, dia 22/9, foi um sucesso! O dia estava lindo, muitas famílias presentes para acompanhar a programação cheia de atividades! O evento contou com espaços para as turmas apresentarem seus livros coletivos, compra e troca de livros e gibis, contação de histórias, leituras dramáticas pelos 5º anos

Leia Mais

Alunos e alunas vivenciam uma visita à Feira

A nutricionista Graziela Carrão, responsável pelo Setor de Alimentação e Nutrição da Escola Trilhas, realizou uma atividade com as turmas do Infantil V para enriquecer as conversas sobre o projeto que este nível desenvolverá no Simpósio Criança, Mídia e Consumo: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. A ideia de “ir à feira com a Grazi” foi para criar uma

Leia Mais

Atenção! o Tamanduá-Bandeira corre risco de extinção.

As turmas dos infantil VI (Peixe Boi e Tamanduá-Bandeira) estão investigando animais que correm risco de extinção. Acompanhe abaixo o texto coletivo produzido pelas crianças, com a ajuda das Professoras Renata e Karen. “Você conhece o Tamanduá-Bandeira? Ele é um mamífero que vive no cerrado e se camufla nos matos maiores. E mesmo conseguindo se

Leia Mais