Nesse mês disponibilizamos 92 novas resenhas literárias.

Confiram!

 

MONSTER HIGH – Lisi Harrison

01- monster high

Esta obra é a primeira de uma nova série, em que a High School (ou ensino médio, para nós) é vista de uma maneira diferente: os “monstros” e os chamados “freaks” também querem ser populares, namorar e ter seu lugar garantido no mundo dos normais, ou “normies”.

A história começa com a comunidade dos monstros vivendo em segundo plano no ambiente da Merton High School. Mas, com a chegada à cidade de duas novas garotas, tudo começa a mudar.

Frankie Stein pertence à família do famoso monstro, e foi criada em laboratório por seu pai, há apenas quinze dias. Ela é literalmente “elétrica”, pois necessita carregar suas baterias diariamente, além de ter de maquiar o corpo todo para esconder sua cor verde.

Melody Carver, por outro lado, vem de uma família humana perfeita. Entretanto, todas as tentativas de seu pai, um cirurgião plástico, de transformá-la em uma linda garota serão suficientes para que ela deixe de sentir uma “freaky” e um peixe fora d´água.

Juntas, as duas vão virar a Merton School de ponta-cabeça, libertando todos os monstros da situação de invisibilidade a que estão relegados.

MONSTER HIGH- O MONSTRO MORA AO LADO – Lisi Harrison

02- monster high o monstro mora ao lado

No segundo livro da série, Cleo percebe que está perdendo sua popularidade para as “novatas” Frankie e Melody. Tentando manter sua influência sobre as duas, os Normies e os Irados, ela oferece às amigas a oportunidade de fotografar um editorial para a Teen Vogue, o que faria tudo retornar a realidade se as duas não escapassem para estrelar o filme “O Monstro mora ao lado”. Frankie, por sua vez, está de olho em Bekka, que não para de dar em cima de Brett. A ameaça de Bekka não para por aí: Melody passa por problemas semelhantes ao tentar salvar Jackson, seu namorado, da superexposição prometida por uma vingança tramada pela mesma garota.

MONSTER HIGH – UMA LOBA CHEIA DE ESTILO – Lisi Harrison

03- monster high uma loba cheia de estilo

No terceiro volume da série, Clawdeen espera ser o foco dos holofotes na sua Festa Animal de 16 anos, mas a fama do documentário O monstro mora ao lado se espalha rapidamente e a família Wolf tem que se esconder no meio do mato – o que pode por tudo a perder. Enquanto isso, Frankie e Melody também passam por novos apuros: Frankie tenta superar a traição de Brett e dar uma chance para Billy, que realmente resolveu aparecer; Melody, por sua vez, quer acabar com o “Tour das Casas dos Monstros” de Bekka, ao mesmo tempo em que tenta a todo custo arrancar a verdade de seus pais e impedir que a sra. J. vá se esconder junto com Jackson.

MONSTER HIGH MAIS MORTO DO QUE NUNCA! – Lisi Harrison

04- monster high mais morto do que nunca

No quarto volume da série, os IRADOS estão livres e Lala faz um acordo com seu pai: se conseguir fazer o Merston High vencer uma competição nacional, ele desistirá da ideia de abrir uma escola que não aceitará os normies; Frankie e Cleo estão em uma verdadeira batalha de egos para ver quem será o rosto da Merston na competição. Enquanto isso, Melody engata na carreira de vocalista de uma banda super descolada e Jackson não gosta dos novos horários da sereia, que podem atrapalhar os planos de verão do casal. Além disso, o gatíssimo Granite Sanders se interessa por ela, que deve decidir entre seguir seus sonhos ou seu coração.

A CASA FEIA – Mary França

05-a casa feia

Qual o problema com a casa do gato, que todos acham tão feia? Com a ajuda dos seus amigos, ele vai descobrir como deixá-la muito bonita.

O PEGA-PEGA – Mary França

06-o pega-pega

O gato e o galo querem pegar o rato, mas como eles farão isso se não param de brigar?

A BANANA – Mary França

07-a banana

Com essa turma gulosa, será que o bode vai receber de presente a fruta tão gostosa?

A BOCA DO SAPO – Mary França

08- a boca do sapo

Todos os animais acham que a boca do sapo é grande, menos ele. Mas boca de sapo esperto tem sempre o tamanho certo!

NA ROÇA! – Mary França

09-na roça

Na roça existem muitas plantas, e também um montão de animais: galinha, pato, cão, gato, bezerro, vaca… que beleza de lugar!

UM BELO SORRISO – Mary França

10-um belo sorriso

O rato queria desenhar um retrato dos animais. Mas ninguém achava que estava arrumado: faltava chapéu, gravata, paletó…

QUE MEDO! – Mary França

11-que medo

O vovô resolveu contar uma história para Lili. Mas não podia imaginar que ela gostava de fortes emoções…

O PIQUENIQUE – Mary França

12-o piquenique

O que fazer quando uma baita chuva cai bem no dia do piquenique?

A MENINA, A VACA E O AVÔ – Luís Pimentel

13-a menina a vaca e o avo

Uma menina ganhou do avô um presente que não veio embrulhado nem dentro de caixa. Não era um presente comum, mas era especial e marcou muito sua infância. Esta narrativa busca tratar dos laços de amor e afeto que une as pessoas, do tempo que passa e transforma tudo e também das perdas que a vida traz.

EU AMO O MEU PAI – Anna Walker

14-eu amo o meu pai

Quando o Nico está com o pai dele, tudo fica mais gostoso! Os dois fazem muitas coisas juntos e o paizão fica sempre orgulhoso! Descubra por que o Nico tem razão em dizer: – Eu amo o meu pai.

E O DENTE AINDA DOÍA – Ana Terra

15-e o dente ainda doia

Jacaré gosta de tomar banho de sol, folgado e largado. Mas este não conseguia descansar com uma tremenda dor de dente que lhe deu… Ah, coitado do jacaré! Vieram coelhos, sapos, ratos, tatus, toupeiras, patinhos e outros bichos para ajudar… Mas, e o dente? O dente ainda doía! Descubra como essa história vai acabar, com este livro que Ana Terra escreveu e ilustrou, brincando com os números, em ritmo de lengalenga e bastante diversão!

POR QUE A TERRA É COMO UM QUEBRA-CABEÇA? – Barbara Taylor

16-por que a terra e como um quebra-cabeça

Alguma vez você já se perguntou por que o pôr do sol é vermelho? Você está preocupado com as mudanças das estações, ou confuso com a aparência de um arco-íris? Coisas bizarras, desconcertantes ou simplesmente estanhas acontecem no mundo ao nosso redor o tempo todo. Conheça alguns dos grandes mistérios da vida com este livro que usa a ciência para explicar fatos da vida cotidiana. Divertidas ilustrações complementam o texto e o tornam ainda mais fascinante. Conheça a ciência e os fenômenos naturais de uma forma interessante e diferente!

CALMA CAMALEÃO! – Laurent Cardon

17-calma camaleao

Um camaleão pode trocar de cor a hora que quiser, mas o deste livro vai além. Mudando muito mais do que as cores, ele sai por aí tentando fazer amigos. Mas será que o bichinho consegue voltar a ser ele mesmo depois de tanta transformação.

O MISTÉRIO DE MINHA FAMÍLIA – Anna Manso

18-o misterio de minha familia

A obra apresenta a investigação de uma menina, curiosa e divertida, sobre sua família e a relação de parentesco que há entre seus membros, sob um ponto de vista bem humorado. Num primeiro momento, ela explica quem é quem e nos dá mostra de sua propensão a investigar e perguntar. Um dia, ela se surpreende ao ouvir a mãe chamando o avô de papai. Ela então passa a investigar os álbuns de família e a escutar conversas, até se converter em uma autêntica detetive.

UMA CASA CHEIA DE MISTÉRIOS – Fabiana Fortini Alenquer

19-uma casa cheia de misterios

A casa nova de Bruno era bem misteriosa. Tinha um porão onde o menino não podia entrar, estranhos objetos, sons perturbadores. Mas, com a ajuda de uma árvore velha e sábia, Bruno descobriu que aquela era uma casa muito especial…

SE EU PUDESSE… RUGIR! – Tiziana Bendall-Brunello

20- Se eu pudesse ...Rugir!

Enquanto mamãe e papai Leão rugem bem alto, o Pequeno Leão solta um miado baixinho. E ele não está nada feliz com isso. Até que chega um ratinho para resolver a situação…

ZLOTY – Tomi Ungerer

Zloty_capa.indd

Mais uma história criada pelo premiado ilustrador e escritor Tomi Ungerer, com mais de 140 livros publicados e traduzidos para 28 idiomas. Suas histórias, sempre surpreendentes e originais, tanto pelas ideias quanto pelas ilustrações, encantam o público de qualquer idade. Em Zloty, a narrativa começa com a personagem principal indo na sua lambreta em alta velocidade levar, como fazia toda semana, as compras para a avó doente, que morava do outro lado da floresta. Um incidente na estrada muda o rumo da história. Aos poucos, surgem outros personagens – o grande anão, o pequeno gigante, o lobo Mir, os pais e a avó da menina Zloty. Outro incidente! Um vulcão próximo à cidade entra em erupção. Imediatamente, os gigantes começaram a remover os destroços e os anões trataram dos feridos. A narrativa pouco a pouco cresce em profundidade e sensibiliza o leitor pela presença da solidariedade e compromisso entre todos os envolvidos na história.

VOCÊ VIU? VOCÊ OUVIU? – Silvia Orthof

22-voce viu voce ouviu

Em Você viu? Você ouviu? a autora, em versos, em imagens bem construídas, desvenda os encantos da floresta amazônica – orquídeas, periquitos, jacarés, arapongas, vagalumes, micos, jabutis, curumim, Poti, Mula Sem Cabeça, Uiaras entre outros. Pássaros e flores, rios e cantos, mitos e lendas, um mundo cheio de mistérios e beleza para o leitor ver e ouvir. Todo o verde se acontece / na floresta brasileira: tem verde cor de alface/ tem verde de bananeira/ tem verde escuro de medo/ na copa do arvoredo/ tem verde amarelado/ do cipó, todo enrolado.

CACHO DE HISTÓRIAS – Mary França

23-cacho de historias

Cacho de histórias, de Mary França e Eliardo França, reúne cinco histórias escritas em versos e com ilustrações grandes, que possibilitam trabalhar a imaginação e a criatividade das crianças. No prefácio, o pequeno leitor já se sente seduzido pelas narrativas: No alto da colina, há uma casa. A casa tem varanda, na varanda uma rede. Dentro da rede três crianças balançam, (…) E vovó senta-se ao lado para contar histórias.

“Arthur” é a primeira delas. Trata-se de um menino de humores variados e muito sapeca. Há também: a “Roupa do Rei”, baseada na frase “O rato roeu a roupa do rei”; “O baile”, que mostra o engraçado baile promovido pela coruja; “O guerreiro”, que traz a história de uma criança que sabe como sensibilizar as pessoas; e “Nana”, uma menina cheia de imaginação, que brinca com o arco-íris. Fazer uma bolha de sabão tão grande, entrar dentro dela e voar. Voar… voar…voar! Lá de cima ver a chuva cair. Cair… cair…cair! E depois da chuva brincar/ De escorregar no arco- íris.

O texto de Mary, aliado às ilustrações tão artisticamente produzidas por Eliardo, conduz o pequeno leitor ao lúdico e à diversão, transmitindo ao pequeno leitor conceitos de comportamento e descoberta.

A CORUJA O GATO E OS FILHOTES – Edward Lear

24-a coruja o gato e os filhotes

Escrito por Edward Lear no século XIX, ‘A coruja e o gato’ se tornou um dos mais famosos poemas da língua inglesa. No entanto, ainda é pouco conhecido no Brasil. A obra em estilo nonsense traz esse poema musicado e outro que o acompanha, em exclusiva edição bilíngue, com texto e música. ‘A coruja e o gato’ canta a história desse curioso casal navegante em busca do anel que selaria o seu amor. E ‘Os filhotes da coruja e do gato’, poema deixado incompleto por conta do falecimento do autor, ganha inédita continuação, composta e interpretada por Cecilia Furquim. O projeto gráfico de Raquel Matsushita representa perfeitamente a ‘família’, trazendo o livro ‘filhote’ encartado dentro do livro ‘mãe’, junto com um CD musical dos poemas, que estimula a criatividade auditiva e visual, para encantar e cantar.

PINTADINHA MACHUCOU – Regina Siguemoto

25- Pintadinha machucou

Pintadinha, é uma onça pintada que sofre, chora e urra de dor porque seu rabinho está machucado.

TATU-BOLA APRONTOU – Regina Siguemoto

26- Tatu- Bola aprontou

Tatu-bola aprontou é um texto para crianças escrito em letras maiúsculas, que conta a história de um tatu-bola que sai rolando e atropelando gente, até ser detido por uma portinhola…

UM AVIÃO E UMA VIOLA – Ana Maria Machado

27-um aviao e uma viola

Um dia, um violão e uma viola, um matagal e uma muleta e muitos outros pares disparatados se reuniram e formaram este livro – que, como você vai ver, é uma grande brincadeira…

SERÁ QUE PODE? – Sandra Aymone

28-sera que pode

Quadrinhas que “brincam” com palavras, formando pares “esquisitos”, como tesouro e tesoura, carteiro e carteira, figa e figo, entre outros. A última quadrinha estimula o leitor a formar alguns casais ‘impossíveis”.

HISTÓRIAS DE VAI E VEM – Angela Leite de Souza

29-historias de vai e vem

A proposta da obra, acompanhada de um CD, é a desenvolver a musicalidade e a capacidade de memorização dos leitores de forma lúdica, pois saber cantar as sequências sem errar pode ser um jogo divertido para qualquer número de participantes.

PIPA – Denise Rochael

30-pipa

Soltar pipa é levar

Os nossos olhos para ver

O mundo de lá de cima,

É voar feito um passarinho

E poder imaginar

Que está perto do

Sol e das nuvens,

No infinito azul

Do céu.

DIA DE SOL NA FAZENDA – Bia Villela

31-dia de sol na fazenda

Lúdico e divertido, o livro mostra a passagem de um dia na fazenda, desde o amanhecer até a chegada da noite, e apresenta o diálogo entre o Sol e os bichos. O astro vai fazendo algumas perguntas singelas aos animais, que respondem, cada um a seu modo, emitindo seus sons naturais. O Sol chega ao poente e se recolhe, gerando a noite e o fim da história. Utilizando cores intensas, formas simples e geométricas, rimas e onomatopéias, Bia Villela constrói uma narrativa atraente para o pequeno leitor, estimulando sua leitura e sua criatividade.

2 PATAS E 1 TATU – Bartolomeu Campos de Queirós

32-2 patas e 1 tatu

Esta história tem 2 meninas e 1 menino, 2 patas e 1 tatu-bola. A Taninha ama a Pata Tá e a Tininha ama a Pata Ti. Já o tatu-bola é o amor do Toninho. Cada um ama de um jeito: +, = ou até -.

Neste gracioso e criativo texto de Bartolomeu Campos de Queirós, o pequeno leitor é convidado a brincar com o sentido das palavras, dos números e dos sinais matemáticos.

POEMINHAS SENSACIONAIS – Alexandre Azevedo

33-poeminhas sensacionais

Neste conjunto de poemas curtos, Alexandre Azevedo brinca com a sonoridade das palavras, explorando relações pouco percebidas entre os cinco sentidos humanos. Com as belas ilustrações de Suppa, “Poeminhas Sensacionais” é um livro criativo e divertido, que mexe com as sensações e a sensibilidade do leitor.

A FIANDEIRA DE OURO – Sonia Junqueira

34-a fiandeira de ouro

“A Fiandeira de Ouro” é uma adaptação livre do conto dos irmãos Grimm. Sonia Junqueira preparou-a para a coleção “Sim, Sim, Salabim”, que pretende despertar o gosto pelas narrativas maravilhosas. Um diferencial desse reconto é o papel do narrador – personagem, que atesta ter presenciado os fatos e sobre eles opina, conversando com o leitor, instigando-lhe a comentários. Começa contando que um certo moleiro, fornecedor de farinha e fubá da região, sentia-se tão vaidoso de sua filha fiandeira, que exagerava ao elogiá-la, dizendo que suas mãos eram mágicas: “- É verdade! minha filha transforma palha em ouro!” Um dia o rei, interesseiro, decidiu assustá-lo: ” – Então prove! Traga sua filha ao castelo e vamos tirar isso a limpo…”Apavorado o moleiro foi obrigado a levar Januária ao castelo. Se ela não conseguisse a proeza, seria enforcada e o pai teria a língua cortada. A moça chorou de desespero. Quando ia contar ao rei a verdade, apareceu para salvá-la um anão, torto, de olhar misterioso, que em troca de um colar transformou a palha em rolos de fio de ouro. O rei surpreso e cobiçoso levou a fiandeira a mais um quarto, e depois a outro, cada qual mais cheio de palha. O anão recebeu, pelo primeiro quarto, um anel de brilhantes, mas não tendo mais o que oferecer pelo segundo, a fiandeira prometeu-lhe o futuro filho, pois com o rei iria se casar. Veio o nascimento do menino. A rainha quase enlouqueceu e então o anão dissimulado lhe propôs que livraria a criança se ela descobrisse seu nome. A rainha mobilizou todo o reino para a descoberta. Ninguém desvendava a identidade do anão, mas justamente o narrador, esperto e cheio dos truques, passeando por montanhas suspeitas, antigo recanto de feiticeiros, resolveu o enigma e como prêmio ganhou da rainha um cavalo negro, que até hoje conserva. As ilustrações são expressivas e atraentes, apesar do acentuado colorido das páginas. A adaptação promove boas conversas em torno do maravilhoso e dos valores éticos.

UMA HISTÓRIAS PARA TRÊS MENINAS – Sônia Travassos

35-uma historia para tres meninas

Era uma vez uma menina que ouvia uma história de encantamento. Era uma vez uma segunda menina que vivia a história de encantamento. E era uma vez uma terceira menina… Neste livro, Sônia Travassos brinca com a imaginação do leitor ao contar história dentro de história. A cada página, uma surpresa e, no final, uma divertida revelação.

O JOGO DAS MORADAS PULSANTES – Tadeu Pereira

36-o jogo das moradas pulsantes

Bia deseja muito voltar a conviver com a avó, que está internada em um hospital. Bastante triste, a menina acaba recebendo a visita da misteriosa Moça de Preto, que a convida para participar de um estranho jogo que pode salvar sua avó. Seguindo as instruções da moça, Bia vai parar na terra das Moradas Pulsantes, onde há uma casa, em situação precária, que representa a avó. Para chegar a essa casa, a garota tem de vencer três desafios propostos por animais falantes. Ultrapassada essa etapa, a menina chega à casa e, com a ajuda de um casal de urubus, Ba e Bu, inicia o trabalho de reforma do imóvel, cujo resultado terá conseqüências diretas na recuperação de sua avó. No desenrolar desse jogo, Bia faz importantes descobertas para sua própria vida.

MEU CAVALINHO VERMELHO – Eduardo Langagne

37-meu cavalinho vermelho

Neste delicado e poético texto de Eduardo Langagne, o protagonista é um cavalinho vermelho que passeia por um caminho vermelho, prefere alimentos vermelhos e não resiste ao perfume das flores vermelhas.

Esse cavalinho se sente só, porque não tem companhia, mas nem por isso se sente triste. Quando dorme, sonha com amigos, brinca com cavalinhos de diversas cores.

Um dia o cavalinho vermelho tem uma ideia que pode deixar seu mundo mais colorido e cheio de amigos. Será que essa ideia se torna real?

ESTRELÁRIO – Maria José Silveira

38-estrelario

Quando os pais saíram à noite, Cy ficou em casa com a avó. Em vez de ficar chateada, resolveu ir para a cama e ficar esperando o sono chegar. Foi então que a menina começou a imaginar uma viagem espacial cheia de descobertas. Seguindo as placas que indicavam o caminho entre as estrelas, percorreu vários lugares e conheceu muitos personagens extraordinários. Com belíssimas ilustrações de Alê Abreu, Estrelário certamente vai proporcionar às crianças divertidas aventuras com a companhia da simpática Cy e momentos bastante prazerosos de leitura.

PIRLIMPIMPIM PELOS ARES – Cláudio Martins

39-pirlimpimpim pelos ares

Pirlimpimpim pega carona em tudo o que vê – na fumaça do trem, no pulo do gato e até no vai e vem do ioiô – e viaja por todos os cantos, rodando o mundo. Com belas ilustrações, este criativo texto de Cláudio Martins brinca com jogos de palavras e apresenta ao leitor um novo desafio a cada página.

A PRINCESA QUE ERA UMA VEZ – Sandra Pina

40-a princesa que era uma vez

Era uma vez uma princesa que já estava cansada de ouvir as histórias serem narradas sempre do mesmo modo. Por esse motivo, pediu ao Narrador que contasse a história dela de uma forma diferente, afinal era uma princesa verdadeira, de carne e osso. Mas não foi uma tarefa tão fácil como parecia ser… Neste delicioso texto, a escritora Sandra Pina também inventou um jeito novo de contar uma história.

A VIAGEM DE RETALHOS – Sonia Robatto

41-a viagem de retalhos

Com belíssimas e delicadas ilustrações de Lonit Zilberman, este texto de Sonia Robatto apresenta a convivência harmoniosa entre personagens de diferentes gerações, que se respeitam e que compartilham a fantasia e a alegria de viver.

Em uma visita à casa das irmãs Cotinha e Emerenciana, que são amigas de sua avó, uma menina vive uma aventura fantástica. A imensa colcha de retalhos que as senhoras costuram ganha vida e conduz as personagens em uma viagem inesquecível, rica pelas imagens que oferece e pelas sensações que desperta.

O MAL DO LOBO MAU – Cláudio Fragata

42-o mal do lobo mau

O Lobo Mau ficou doente e foi parar no hospital. Ali, para sua surpresa, a enfermeira que vem cuidar dele é uma inocente ovelhinha. O comportamento clássico do Lobo Mau é posto a prova, e ele faz de tudo para não sair de perto da ovelha. Afinal, quais são as intenções do malvado?

PENAS PRO AR – Tânia Alexandre Martinelli

43-penas pro ar

Susi é uma franguinha cheia de iniciativa, que acompanha a mãe numa visita a parentes de um outro galinheiro. Nesse local, fica conhecendo o mandachuva do pedaço, um galo sem nome, folgado, arrogante e autoritário, que ela resolve chamar de Penoso. Depois de um diálogo nada agradável com ele, Susi aproveita o tempo livre para conversar com diversas galinhas do local e fazer propaganda do galo de seu próprio terreiro, conhecido por Arnaldo. Mal sabia ela que estava armando a maior reviravolta nos dois galinheiros. Narrada pela própria protagonista, esta divertida fábula aborda temas importantes sobre a vida em sociedade.

O HERÓI – Flávia Savary

44-o heroi

O herói desta história usa armadura e espada, mas vive suas aventuras numa grande metrópole dos dias de hoje. Esse pequeno detalhe o torna muito próximo dos “homens comuns”, porém os desafios que ele se dispõe a enfrentar escondem diversas surpresas. De forma bem-humorada e com as divertidas ilustrações de Jean-Claude R. Alphen, O herói brinca com a famosa figura do cavaleiro Dom Quixote, mostrando situações e problemas típicos da sociedade de nosso tempo.

TELEFANTE SEM FIO – Adriano Messias

45-telefante sem fio

O elefante levantou a tromba e perguntou se alguém no zoológico tinha um amendoim. O macaco entendeu tudo errado e a confusão começou assim. Como será que essa história chega ao fim? Quem já brincou de telefone sem fio vai se divertir com esta narrativa. Quem ainda não brincou vai conhecer a brincadeira. E todo mundo vai entender por que a comunicação é tão importante para a vida das pessoas.

O QUARTO PATO – Índigo

46-o quarto pato

Fazendo uma releitura de O patinho feio, de Hans Christian Andersen, O quarto pato explora, de forma bem-humorada, a questão da busca da identidade. Desde o nascimento, Raul enfrenta dificuldades e a resistência da família por ser diferente. Quando as exigências para que assuma a identidade de pato se tornam insuportáveis, Raul foge de casa e segue sem rumo em busca de uma outra forma de vida, que ele mesmo ainda não sabe qual é. No caminho, encontra uma perdiz que tem algo para lhe dizer sobre sua verdadeira identidade. Porém, antes que revele o que sabe, a perdiz morre com um tiro de um caçador. Durante dias caminhando, Raul estava morto de fome. Quando enfim encontra comida, vive uma experiência muito significativa, que acaba por revelar quem ele realmente é.

UM TRONCO NO MEIO DO CAMINHO – Rosana Rios

47-um tronco no meio do caminho

A onça vai beber água e encontra um tronco no meio do caminho. Ela tenta empurrar o tronco, mas ele nem se mexe. Outros animais se aproximam e também procuram tirar o tronco do lugar, mas nada de ele se mover. Nesta divertida história de Rosana Rios, a solução do problema vem de quem menos se espera.

CATINGA NA PENSÃO PIRAPITINGA – Cláudio Martins

48-catinga na pensao pirapitinga

Na pensão da dona Pirapitinga, os moradores não aguentavam mais o terrível fedor que tinha invadido o lugar. Como não sabiam de onde vinha tamanho mau cheiro, todos resolveram investigar o caso e buscar uma solução para esse problema que tanto os atormentava. Bem-humorada, esta narrativa do escritor e ilustrador Cláudio Martins está recheada de rimas, trocadilhos e muitas surpresas. É impossível não se divertir com esta história.

AS AVENTURAS DO BONECO DE GENGIBRE – Adriano Messias

49-as aventuras do boneco de gengibre

O Porco estava com fome. A Porca preparou então um delicioso biscoito de gengibre para o marido comer. O biscoito tinha o formato de um boneco, que ganhou vida e fugiu, logo que saiu do forno. O Porco e a Porca foram atrás dele, e vários bichos também entraram na perseguição do bonequinho, até que apareceu a Raposa e… O que será que aconteceu com o Boneco de Gengibre?

O MENINO QUE PERDEU A SOMBRA – Jorge Fernando dos Santos

50-o menino que perdeu a sombra

Samuel leva um grande susto quando percebe que perdeu a própria sombra. O que deve fazer? Contar para a mãe? Ligar para o pai e pedir ajuda? Procurar, quem sabe, um sombrologista? Como enfrentar os colegas da escola? O certo é que está em apuros e precisa encontrar uma solução. Neste livro, um inusitado problema leva o personagem a grandes descobertas sobre seus sentimentos e sua própria imagem.

A ERVILHA QUE NÃO ERA TORTA… – Maria Amália Camargo

51-a ervilha que nao era torta

Para a maioria das pessoas, um grãozinho verde debaixo de uma pilha de colchões é a mesma coisa que nada. Mas, para verdadeiras princesas de fino trato, é batata: uma noite inteira maldormida! Ao visitar o clássico conto de fadas de Hans Christian Andersen, A princesa e a ervilha, Maria Amália Camargo mostra que, quando há um príncipe casca-grossa dando sopa por aí, as leguminosas verdinhas são o menor dos inconvenientes.

O AMIGO URSO – Mery Weiss

52-o amigo urso

O que será que pode acontecer quando dois amigos, passeando na floresta, dão de cara com um enorme e assustador urso? Leia com as crianças esse divertido livro e vocês vão descobrir o que acontece…

RAPUNZEL – Sarah Gibb

53-rapunzel

Esta obra apresenta a história de Rapunzel – a jovem de longos cabelos que, presa em uma grande torre, espera pelo príncipe que lhe salvará. O texto foi adaptado do conto original dos Irmãos Grimm e contém ilustrações de Sarah Gibb.

SIMSALABIM – Maria Amália Camargo

54-simsalabim

Quer saber qual o segredo do penteado da Cachinhos Dourados? Ou então dos longos e fortificados cabelos da Rapunzel? O que pensam os personagens do folclore brasileiro sobre seus pares dos contos de fada? Qual a nova modalidade de esporte do mundo do faz de conta? Tudo isso e mais um pouco você encontra neste número “Simsalabim”!

O MENINO QUE TINHA UMA PANELA NA CABEÇA – Anna Muylaerte e Ziraldo

55-o menino que tinha uma panela na cabeça

Já disseram que o Menino Maluquinho não é um, são vários. E que está em todos os lugares. Inúmeras mães já me garantiram que têm o verdadeiro menino maluquinho em casa. Portanto, você, naturalmente, não vai se espantar quando eu disser que, nesta coleção, o Menino Maluquinho não é um, são três. As histórias inventadas pela Anna Muylaert para a série da TV Brasil Um Menino Muito Maluquinho são assim: a gente encontra o maluquinho aos cinco, aos dez e aos trinta anos. A história principal acontece quando o Maluquinho está com dez anos. Mas, de vez em quando – tchum! –, a história dá um pulinho pra trás, e a gente lê suas aventuras quando ele tinha cinco anos. Depois, a história anda mais um pouco e – tchum! – mostra o que ele achou (ou achará) na idade em que ele, crescido, virou o tal cara legal. Você vai descobrir que uma mesma aventura pode ser vista de várias maneiras, dependendo da idade do herói. Quem viu na TV vai adorar reencontrar essas aventuras na forma de livro. Quem não viu vai se surpreender com esse jeito novo de contar histórias.

A COR DA NOITE – Hélène Kérillis

56-a cor da noite

Vahiné-Noa, rainha do dia, vive para a luz, os tambores e as danças alegres. Vahiné-Po, rainha da noite, só gosta de silêncio e de devanear. As duas rainhas não se falam mais. Será que Tevaí, o menino com a sombra escura, poderá reconciliá-las? Livro inspirado na obra “Arearea”, de Paul Gauguin.

UMA ESTRANHA INVENÇÃO PARA VALENTIM – Géraldine Elschner

57-uma estranha invençao para valentim

O carneiro Valentim tem um grande problema: sempre que chove, ele começa a encolher. Nem o veterinário sabe mais como tratá-lo. Com a lã, o que fazer? Tudo pode acontecer! Leo, o pastor faz-tudo, não se dá por vencido. Valentim não ficará desiludido. Livro inspirado na obra “Ornitóptero”, de Leonardo da Vinci.

O PINGUIM DE GELADEIRA, A PREGUIÇA E A ENERGIA – Sergio Merli

58-o pinguim de geladeira, a preguiça e a energia

Este livro é uma fábula sem texto sobre o uso consciente da energia. A apresentação dos personagens, lado a lado, destaca a diferença de comportamento quanto ao consumo de energia, facilitando o entendimento da história pela criança.

TARSILINHA E AS CORES – Patrícia Engel Secco e Tarsilinha do Amaral

59-tarsilinha e as cores

Conhecer a beleza das cores que compõem as pinturas de Tarsila do Amaral é um privilegio. Em Tarsilinha e as Cores, a exuberância da fauna e da flora retratada nos quadros da mais famosa artista plástica brasileira despertará o olhar infantil para o aprendizado.

CASTELOS – Javier Inaraja

60-castelos

Descubra o fantástico mundo dos castelos e seus habitantes com as abas e pop-ups deste livro divertido e recheado de curiosidades!

BICHOS INCRÍVEIS – Flávia Muniz e Márcia Kupstas

61-bichos incriveis

Textos interativos em prosa, verso, quadrinhas, paródias de contos de fada, com fotos, ilustrações, curiosidades, adivinhas e informações a respeito dos animais.

O MISTÉRIO DA GAVETA – Silvana Tavano

62-o misterio da gaveta

Imagine uma vovó pra lá de criativa. Agora imagine essa vovó confinada em uma gaveta escura e sem graça. Não, não, ela não foi deixada lá de castigo. A pobrezinha foi esquecida mesmo. Um desperdício! Mas até quando ela vai continuar prisioneira do descaso do seu criador?

Invadida por um turbilhão de ideias para sair de lá, Vó Delma começa a pôr em prática toda a sua originalidade. Agulha pra cima, duas laçadas de lã, agulha pra baixo, mais duas voltas…Num tricotar desenfreado, vai colorindo aquele breu da gaveta imaginando mil soluções para transformar a sua vidinha de personagem esquecida numa aventura digna de fama e reconhecimento. O que ela quer é ação!

FADAS, PIZZAS E SALADAS – Regina Carvalho

63- fadas, pizzas  e saladas.

A linda princesa Alice esperava pela chegada de um príncipe para se casar. Até aí, nada de novo. Mas o leitor pode escolher dois finais diferentes para essa história: um tradicional e outro totalmente surpreendente. Dá para imaginar uma fada madrinha moderninha, que anda de moto e acha vida de princesa uma chatice? Pois ela pode virar as coisas de pernas para o ar…

O MISTÉRIO DO APARTAMENTO SORRISO – Pasqual Lourenço

64-o misterio do apartamento sorriso

“O Mistério do Apartamento Sorriso ” conta a história do desaparecimento misterioso de quatro irmãos muito alegres, que viviam diante da televisão, e que deixa a empregada Juju em maus lençóis. Desesperados, os pais pedem a ajuda do Primo Gordo, um herói comilão e cheio de artimanhas.

É GOL – TORCIDA AMIGA, BOA TARDE! – Ignácio de Loyola Brandão

E gol_capa.indd

Torcida amiga, boa tarde!  Vamos iniciar mais uma tarde esportiva. Esse futebol que é a alegria do povo. Futebol arte. Futebol glória. E é gol. Gol gol gol gol    gooooooool  finalmente, é Gol.

Assim inicia mais uma história escrita por Ignácio de Loyola Brandão e ilustrada pelos traços originais de Orlando Pedroso. Texto e imagem dialogam de forma harmoniosa e dinâmica na criação de uma narrativa em que uma partida de futebol emociona, envolve e empolga qualquer torcedor. Mário, o locutor, comenta o jogo, dialoga com o comentarista Carlos Farias, o famoso jogador de oito copas, dialoga com Flávio, repórter de campo, faz os comerciais dos patrocinadores, tece  comentários pessoais fora do ar e, assim, conduz habilmente o leitor para a partida decisiva de um campeonato de  futebol.

COMO QUEBRAR A MALDIÇÃO DE UM DRAGÃO – Cressida Cowell

 

66-como quebrar a maldiçao de um dragao

Com muita ação, aventura e humor, a receita do sucesso Como treinar o seu dragão é seguida à risca no quarto lançamento da série escrita e ilustrada pela inglesa Cressida Cowell, autora premiada de obras infantis e infanto-juvenis.

COMO ROUBAR A ESPADA DE UM DRAGÃO – Cressida Cowell

67-como roubar a espada de um dragao

Tempos difíceis se aproximam do Arquipélago Barbárico, tão negros que é como se o mundo estivesse sob alguma maldição: de um lado, uma Rebelião de Dragões ameaça a vida de todos os humanos; de outro, Alvin, o Traiçoeiro, pode acabar se tornando o próximo Rei do Oeste Mais Selvagem. A salvação, é claro, está nas mãos de Soluço.

COMO TREINAR O SEU DRAGÃO – Cressida Cowell

68-como treinar o seu dragao

Conheça Soluço Spantosicus Strondus III: a Grande Esperança e o Herdeiro da Tribo dos Hooligans Cabeludos – mas um garoto sem qualquer talento para liderar. “Como Treinar o seu Dragão” conta a tumultuada jornada de Soluço em sua iniciação como um legítimo guerreiro viking: junto com os outros garotos da tribo, ele precisa domesticar e treinar o dragão mais feroz e assustador que for capaz de capturar. Em vez disso, Soluço acaba com o menor dragão que já se viu – e, para piorar, o animal é teimoso, impossível de ser adestrado e completamente banguela. Começa aí a aventura do mais encantador e improvável dos heróis e de seu dragão muito mal-educado.

Inteiramente ilustrado, com muita ação e o tipo de humor que arranca gargalhadas até dos mais carrancudos, “Como Treinar o seu Dragão” é o primeiro livro de uma série que é sucesso mundial, que inspirou o filme de animação cotado como uma das estreias mais importantes deste ano.

COMO TREINAR O SEU VIKING – Cressida Cowell

69-como treinar o seu viking

Banguela era um Dragão Comum sem nada de especial que pertencia ao verdadeiramente extraordinário viking Soluço Spantosicus Strondus III. Mas nem sempre foi assim – Houve um tempo em que Soluço achava difícil ser um herói, e Banguela achava ainda mais difícil ser o dragão de um herói. Afinal, ser desobediente e atrevido não é tão fácil quanto parece. Em ‘Como treinar o seu Viking’, Banguela conta uma história da época em que Soluço era apenas um menino – e parecia bastante improvável que, no fim das contas, ele se tornasse o grande Chefe dos Hooligans Cabeludos. Narrado pelo dragão, esse volume complementa a série de memórias de Soluço.

COMO SER UM PIRATA – Cressida Cowell

70-como ser um pirata

Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso herói já visto em todo o território viking. Ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo. Principalmente se têm como companheiro um dragãozinho teimoso e mal-educado. Nesse novo livro arrepiante, Soluço conta mais uma aventura do início de sua história – quando ele ainda tinha muito o que aprender sobre como usar uma espada, sobreviver a naufrágios, escapar de dragões homicidas e desvendar os mistérios de um tesouro pirata muito bem escondido…

Aventura, ação, muito humor e ilustrações divertidíssimas: essa é a receita do sucesso de Como treinar o seu dragão, seguida à risca nesse segundo lançamento da série escrita e ilustrada pela inglesa Cressida Cowell, autora premiada de obras infantis e infanto-juvenis.

GUIA DO HERÓI PARA VENCER DRAGÕES MORTAIS – Cressida Cowell

71-guia do heroi para vencer dragoes mortais

oluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso herói já visto em todo o território viking. Ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo. Principalmente se têm como companheiro um dragãozinho teimoso e mal-educado. Nessa sexta aventura da série, Soluço está prestes a completar doze anos, mas as comemorações do seu aniversário, é claro, não serão muito tranquilas: nosso herói se perde no labirinto do bibliotecário Cabelo Assustado e, à espreita, estão os perigosos Dragões-brocas e o terrível Insensato, o Assassino, prontos para atacar.

COMO FALAR DRAGONÊS – Cressida Cowell

72-como falar dragones

Banguela foi capturado, um nanodragão logo, logo vai virar refeição e Dragões- tubarões estão à solta. Mais uma vez, os vikings precisam de um herói… Soluço!

COMO MUDAR UMA HISTÓRIA DE DRAGÃO – Cressida Cowell

73-como mudar uma história de dragao

A Pedra de Fogo foi roubada, o Vulcão está prestes a entrar em erupção e os Dragões Exterminadores começam a afiar suas garras!

Será que Soluço vai conseguir bancar o Herói mais uma vez?

Com muita ação, aventura e humor, a receita do sucesso de “Como treinar o seu dragão” é seguida à risca no quinto lançamento da série escrita e ilustrada pela inglesa Cressida Cowell, autora premiada de obras infantis e infanto-juvenis.

COMO TRAIR O HERÓI DE UM DRAGÃO – Cressida Cowell

como trair o herói de um dragão

Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso herói já visto em todo o território Viking. Notável esgrimista e encantador de dragões, ele era corajoso, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo, principalmente se têm como companheiro um dragãozinho teimoso e mal-educado… Soluço precisa ser coroado Rei do Oeste Mais Selvagem. Será que ele vai se livrar dos Dragões-espiões Vampiros da bruxa e conseguir as Coisas Perdidas do Rei antes do Juízo Final de Yule? E há mesmo um traidor no acampamento de Soluço que, no fim, trairá todos? Ação, humor, ilustrações divertidíssimas e uma mensagem sempre engraçada e inspiradora; uma receita de sucesso que continua sendo seguida à risca pela inglesa Cressida Cowell, a premiada autora e ilustradora que criou o fabuloso universo de Como treinar o seu dragão.

COMO NAVEGAR EM UMA TEMPESTADE DE DRAGÃO – Cressida Cowell

75- como navegar em uma tempestade de dragão

Soluço Spantosicus Strondus III foi um Viking extraordinário e um chefe guerreiro respeitado. Observando sua infância, porém, era difícil acreditar que um dia isso iria acontecer.

Na série Como treinar o seu dragão, Soluço conta sua trajetória: de um menino magricela e desengonçado a um verdadeiro Herói.

Na sétima aventura da série, Soluço terá exatos três meses, cinco dias e seis horas para descobrir a América, encontrar o caminho de volta a Berk, salvar o pai, derrotar as Serpentes-polares e ainda vencer a Competição Amistosa de Nado Intertribal. Será que ele vai conseguir? O relógio está correndo.

COMO PEGAR A JOIA DO DRAGÃO – Cressida Cowell

76-como pegar a joia de um dragao

Na última vez em que se soube de Soluço, as coisas não estavam nada boas para o lado dele. A Rebelião dos Dragões havia começado. Malvado Melequento era o novo Chefe da Tribo dos Hooligans Cabeludos, Stoico fora banido e carregava na pele a Marca dos Escravos. Alvin, o Traiçoeiro, conseguira reunir oito das Dez Coisas Perdidas do Rei e se autoproclamara o Rei do Oeste Mais Selvagem. Mas o que Soluço poderá fazer, agora que está exilado e sozinho, sendo caçado tanto pelos humanos quanto pelos dragões? Será que ele conseguirá encontrar a Joia do Dragão, a última relíquia do Rei e única esperança de salvação da humanidade? Ação, humor, ilustrações divertidíssimas e uma mensagem sempre divertida e inspiradora: uma receita de sucesso que continua sendo seguida à risca pela inglesa Cressida Cowell, a premiada autora e ilustradora que criou o fabuloso universo de Como treinar o seu dragão.

OS TRÊS PORQUINHOS DE PORCELANA – Tino Freitas

77-os tres porquinhos de porcelana

Coelha trabalhou a vida toda e criou três filhas. Seu sonho era se aposentar, construir uma casa para cada uma e então viajar pelo mundo. Para realizá-lo, juntou trezentas moedas de ouro e as escondeu no topo de uma montanha. Para sua tristeza, Lô Bomau, o único habitante malquisto da região, descobriu seu esconderijo e lhe roubou todas as moedas. Logo Coelha descobriu o roubo e identificou o culpado. Como não conseguia provar nada, resolveu traçar um plano para recuperar as moedas.

MARCUS ROBÔ – Maria Heloísa Penteado

78-marcus robo

Maruca encontra uma fada e lhe pede um robô capaz de fazer tudo ao simples toque de um botão. A fada realiza o seu desejo, mas há um problema – Maruca ainda não sabe ler e acaba criando muita confusão ao apertar alguns botões errados.

DINO MALUCO – Vera Chacham

79-dino maluco

Três grandes mistérios conturbam parque de dinossauros.

O Tyranic Park é vítima de três ocorrências policiais, que o leitor deve investigar. No primeiro caso, é preciso descobrir quem roubou dois ovos de dinossauro de uma vitrine. No segundo, a investigação deve revelar o culpado por sabotar o mecanismo de funcionamento de uma maquete em tamanho real de um terrível dinossauro. No terceiro caso, o leitor deve descobrir quem pichou os dinossauros do parque.

A INFÂNCIA DE RUTH ROCHA – Audálio Dantas

80-a infancia de ruth rocha

A infância de Ruth Rocha foi repleta de momentos especiais que alimentaram sua imaginação e seu desejo de inventar histórias. É Audálio Dantas quem conta as peripécias da pequena Ruth, que se tornou uma das grandes escritoras da literatura infantil brasileira.

GALINHAS NÃO ENXERGAM NO ESCURO – Kristyna Litten

81-galinhas nao enxergam no escuro

Uma história emocionante sobre curiosidade, ideias, cenouras, muitas receitas e uma galinha que ousou ser diferente.

UM AVÔ E SEU NETO – Roseana Murray

82-um avo e seu neto

É quase por encantamento – levados pela simplicidade e beleza – que viajamos com os personagens desta história singela, que conta uma outra história. Roseana Murray convida os leitores a uma pausa para que possam, através do convívio com os mais velhos, observar atentamente suas experiências e repeitá-las, saboreando a magia da relação entre os avós e os netos.

TENHA BONS SONHOS – Amber Stewart

83-tenha bons sonhos

Bernardo é um lindo ursinho. Às vezes, na hora de dormir, ele acha que terá sonhos ruins, mas papai sempre o acalma. Ele tem uma linda história para contar e Bernardo, cheia de adoráveis memórias de família.

Este adorável livro celebra a paternidade e o laço especial entre os pais e seus filhos.

À PROCURA DO BOM HUMOR – Hiawyn Oram

84-a procura do bom humor

Júlia acordou de tão bom humor que todos se contagiaram com ele. Mas se lembrou de algo que o fez desaparecer. Então, ela saiu à procura do bom humor – embaixo da escada, dentro do bolso, e no jardim, e encontrou todos os ingredientes para um dia incrível.

O MENINO QUE APRENDEU A VER – Ruth Rocha

85-o menino que aprendeu a ver

O mundo é cheio de coisas para se ver – umas a gente entende, outras não pode entender. Esta é a história do menino João, que aprendeu pouco a pouco uma lição. As coisas do mundo a gente precisa aprender e é isso que se descobre quando se aprende a ler.

O MENINO QUE GOSTAVA DE PÁSSAROS – Isabel Minhós Martins

86-o menino que gostava de passaros

Ricardo é um menino preocupado com o planeta – economiza água e energia, sempre que possível vai aos lugares a pé ou de bicicleta para não gastar gasolina nem poluir o ar. Ricardo é assim porque desde pequenininho aprendeu que o planeta está ameaçado e deve ser preservado. Porém, aos poucos, foi se cansando. Se os outros não se preocupam, por que ele deveria se preocupar? Se os outros não cuidam da natureza, por que ele deveria cuidar? Até que um dia, durante um passeio no campo, o menino se encanta com um pássaro e percebe que preservar o planeta vai muito além de ser ‘politicamente correto’. Ele volta a cuidar do lugar onde vive, mas agora porque ele se sente parte da natureza, e preservá-la passa a fazer sentido para ele. Grande Ricardo!

RISADINHA – Jean-Claude R. Alphen

"Risadinha"

O pequeno Juliano morava numa cidadezinha que vivia da pesca e, como a maioria dos garotos de lá, começou cedo como marujo num grande navio. Juliano tinha sempre um sorriso estampado no rosto. Mesmo quando enfrentava perigos ou ficava preocupado. Ele até achava que isso atrapalhava um pouco, porque quando a coisa era séria ninguém acreditava nele. Foi assim que começaram a chamá-lo de Risadinha. Às vezes, tentava pensar em coisas tristes, mas não adiantava, o sorriso continuava lá. Ele bem que queria sentir tristeza de vez em quando como todo mundo… Até que um dia aconteceu. Ele ficou bem feliz quando se sentiu triste e covarde pela primeira vez, mas logo isso deixou de ter graça. O tempo passou, e Juliano se tornou um comandante em alto-mar. Não sorria mais, parecia muito triste e agia como um covarde. Ninguém dizia, mas todos sentiam saudades do Risadinha.

OS PINGOS E A CHUVA – Mary França

88-os pingos e a chuva

Eles vão encher de alegria a sua vida. Cada Pingo é uma emoção. Cada um deles tem a sua cor e o jeito especial de ser.

OS DEZ AMIGOS – Ziraldo

89-os dez amigos

Cinco dedos em cada mão. Cada dedo tem um nome, um apelido engraçado para revelar. Cada dedo tem seu sonho, e, se as duas mãos se juntam num fraterno encontro, os dez bons amigos fazem uma grande descoberta.

LIVRO DOS AVÓS – NA CASA DOS AVÓS É SEMPRE DOMINGO? – Lidia R. Aratangy e Leonardo Posternak

90-livro dos avos - na casa dos avos e sempre domingo

Os animais não conhecem os avós e, do ponto de vista biológico, uma sobrevivência que ultrapasse a idade de procriação não oferece vantagens à espécie. Para os seres humanos, a situação é diferente, pois com a criação da cultura passa a ter importância que os adultos vivam tempo suficiente para passar informações de uma geração a outra. No entanto, quando a expectativa de vida girava em torno dos 40 anos, eram poucos os que chegavam a ter netos. No século XIX, apenas 3% dos indivíduos ultrapassavam os 60 anos. Com o avanço da ciência, o cenário se alterou e pesquisas conduzidas em países com culturas e economias diferentes apontam que vivenciamos o “século dos avós”. Para abordar inúmeros aspectos que envolvem a longa trajetória dos avós, a psicanalista Lidia Rosenberg Aratangy e o pediatra Leonardo Posternak elaboraram o “Livro dos Avós – na casa dos avós é sempre domingo?”

DIANTE DAS LETRAS – A ESCRITA NA ALFABETIZAÇÃO – Gladis Massini-Cagliari e Luiz Carlos Cagliari

91-diante das letras a escrita na alfabetizaçao

Este livro reúne alguns artigos voltados para questões básicas relacionadas com os sistemas de escrita no processo de alfabetização. Apresenta uma breve história das letras, dos números e dos sinais de pontuação. Mostra quando um desenho se torna uma forma de escrita, deixando de representar o mundo, para representar palavras da linguagem oral. Os fundamentos dos sistemas de escrita ideográfico e fonográfico são apresentados e ilustrados. Embora o alfabeto seja o sistema de escrita que mais usamos, no nosso mundo de escrita, utilizamos também muitas formas de escrita ideográfica, como os números, os sinais de trânsito, os ícones comunicativos, etc. A complexidade do mundo da escrita é, ainda, explicada pelo uso de inúmeros estilos de letras, o que torna a categorização gráfica dos caracteres muito complicada para o aprendiz, na alfabetização. Destina-se a professores alfabetizadores, a alunos de escolas de formação, a alunos de cursos de Letras e de Pedagogia, e a todos os interessados nos estudos dos Sistemas de escrita.

CADEIRAS PROIBIDAS – Ignácio de Loyola Brandão

92-cadeiras proibidas

Em Cadeiras Proibidas, Ignácio de Loyola Brandão diz muito desde uma época em que pouco se podia dizer. Publicado inicialmente em 1976, tempo em que o Brasil passava por momentos de medo e censura por causa da ditadura, o livro narra histórias que falam da realidade – do Cotidiano, do Corpo, do Clima, do Mundo, da Indagação, da Descoberta, da Ação e da Vida – escondendo-a através do fantástico. Resultado? Histórias que surpreendem o leitor, até hoje, desde a estranheza causada por seus títulos – O homem cuja orelha cresceu, O homem que dissolvia xícaras, O homem que atravessava portas de vidro – até as cenas surrealistas descritas e os finais intrigantes, questionadores ou, simplesmente, lacônicos e insólitos.

Estava contando os dedos, para saber se tinha cinco ou seis, quando viu, no banco à sua frente, um homem contando os cabelos.

Related posts

Confiram como foi a 23ª Feira do Livro da Trilhas!

Nossa 23ª Feira do Livro, que aconteceu no sábado, dia 22/9, foi um sucesso! O dia estava lindo, muitas famílias presentes para acompanhar a programação cheia de atividades! O evento contou com espaços para as turmas apresentarem seus livros coletivos, compra e troca de livros e gibis, contação de histórias, leituras dramáticas pelos 5º anos

Leia Mais

Alunos e alunas vivenciam uma visita à Feira

A nutricionista Graziela Carrão, responsável pelo Setor de Alimentação e Nutrição da Escola Trilhas, realizou uma atividade com as turmas do Infantil V para enriquecer as conversas sobre o projeto que este nível desenvolverá no Simpósio Criança, Mídia e Consumo: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. A ideia de “ir à feira com a Grazi” foi para criar uma

Leia Mais

Atenção! o Tamanduá-Bandeira corre risco de extinção.

As turmas dos infantil VI (Peixe Boi e Tamanduá-Bandeira) estão investigando animais que correm risco de extinção. Acompanhe abaixo o texto coletivo produzido pelas crianças, com a ajuda das Professoras Renata e Karen. “Você conhece o Tamanduá-Bandeira? Ele é um mamífero que vive no cerrado e se camufla nos matos maiores. E mesmo conseguindo se

Leia Mais