Paraná registra cinco mortes por gripe A (H1N1) em 2012

Três novos casos foram confirmados nesta segunda-feira (18) nos municípios de Curitiba, Cornélio Procópio e em São Mateus do Sul. No estado todo, foram confirmados 64 casos da doença

O Paraná já registra cinco mortes por gripe A (H1N1) em 2012. Os três novos casos, confirmadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na manhã desta segunda-feira (18), foram nos municípios de CuritibaCornélio Procópio, na região do Norte Pioneiro, e em São Mateus do Sul, no Sudeste. Os casos anteriores foram registrados em janeiro deste ano, quando um paranaense morreu no Maranhão, e em março, no município deAstorga, no Norte do estado.

Sessenta e quatro casos de gripe A foram confirmados em todo o estado neste ano – 36 deles apenas no mês de junho. Segundo a Secretaria, esse aumento coloca o Paraná em alerta. Os estados vizinhos – São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – também registram casos preocupantes. Só em Santa Catarina 21 mortes e 268 casos já foram confirmados em 2012.

No Paraná, até agora, os casos estão concentrados em 21 municípios: a maioria foi em Curitiba, com 24 registros, Ponta Grossa teve seis casos, em Tibagi foram cinco, Matinhos e Paranaguá registraram quatro casos cada, em Maringá foram três, nos municípios de Campo Largo, Pinhais, São José dos Pinhais e Francisco Beltrão a Sesa contou dois casos em cada, e um caso foi registrado nas cidades de Colombo, Fazenda Rio Grande, Piraquara, Guarapuava, São Mateus do Sul, Pato Branco, Cascavel, Juranda, Astorga, Sarandi e Cornélio Procópio.

A partir desta semana, a Secretaria irá divulgar um boletim semanal com um panorama da doença no estado. A sala de situação da Sesa, que antes monitorava apenas os casos de dengue no Paraná, passará também a acompanhar os casos de gripe em todos os municípios.

Sintomas e medicamento

As pessoas que apresentarem sintomas de febre com tosse ou dores de garganta devem ser encaminhadas imediatamente a uma unidade de saúde, para análise do caso. A orientação aos médicos é para que receitem o antiviral Oseltamivir (Tamiflu) em caso de suspeita de contaminação pelo vírus H1N1 – mesmo antes da confirmação de exames laboratoriais. O medicamento age contra os tipos de vírus Influenza mais circulantes e evita o agravamento da doença.

De acordo com nota emitida pela secretaria, todos os municípios paranaenses têm o medicamento, tanto nas apresentações pediátricas quanto adultas. Foram distribuídos cerca de 2 milhões de doses do medicamento em toda a rede pública do Paraná. O remédio é distribuído gratuitamente, com prescrição médica. O medicamento foi distribuído também nos setores de urgência e emergência dos hospitais particulares do estado, desde a última sexta-feira (15), para facilitar o início do tratamento.

Cuidados

As temperaturas mais baixas favorecem não só a proliferação da gripe A, mas também de outras síndromes respiratórias. A Secretaria de Saúde destaca uma série de medidas para diminuir as chances de contágio. Dentre elas estão: lavar bem as mãos com água e sabão após tocar em superfícies como mesas, computadores de uso comum, maçanetas e botões de elevador; manter os ambientes bem ventilados; cobrir a mão e o nariz com lenço descartável sempre que tossir ou espirrar; não compartilhar alimentos e objetos de uso pessoal e sempre que possível utilizar o álcool gel para higienizar as mãos.

Vacina

Mais de 1,5 milhões de paranaenses foram imunizados neste ano contra a gripe. O estado atingiu outra meta importante: vacinou 87% da população de crianças de seis meses a dois anos, gestantes, idosos e profissionais de saúde, superando a meta do Ministério da Saúde, de imunizar 80% desses segmentos. As unidades de saúde que ainda têm doses da vacina contra a gripe podem continuar imunizando a população, priorizando pacientes com doenças crônicas, que são mais suscetíveis às doenças respiratórias.

Related posts

Confiram como foi a 23ª Feira do Livro da Trilhas!

Nossa 23ª Feira do Livro, que aconteceu no sábado, dia 22/9, foi um sucesso! O dia estava lindo, muitas famílias presentes para acompanhar a programação cheia de atividades! O evento contou com espaços para as turmas apresentarem seus livros coletivos, compra e troca de livros e gibis, contação de histórias, leituras dramáticas pelos 5º anos

Leia Mais

Alunos e alunas vivenciam uma visita à Feira

A nutricionista Graziela Carrão, responsável pelo Setor de Alimentação e Nutrição da Escola Trilhas, realizou uma atividade com as turmas do Infantil V para enriquecer as conversas sobre o projeto que este nível desenvolverá no Simpósio Criança, Mídia e Consumo: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. A ideia de “ir à feira com a Grazi” foi para criar uma

Leia Mais

Atenção! o Tamanduá-Bandeira corre risco de extinção.

As turmas dos infantil VI (Peixe Boi e Tamanduá-Bandeira) estão investigando animais que correm risco de extinção. Acompanhe abaixo o texto coletivo produzido pelas crianças, com a ajuda das Professoras Renata e Karen. “Você conhece o Tamanduá-Bandeira? Ele é um mamífero que vive no cerrado e se camufla nos matos maiores. E mesmo conseguindo se

Leia Mais