Coral Brasileirinho abre vagas para novos talentos

 

O Coral Brasileirinho abre vagas para a entrada de novas crianças. São 8 vagas a serem preenchidas a partir de um teste de seleção realizado e avaliado pelos diretores do grupo, Helena Bel e Milton Karam. As inscrições para o teste seletivo devem ser feitas até o dia 14 deste mês, na secretaria do Conservatório de MPB.

O Coral criado a 24 anos, é consagrado na cidade pelos seus espetáculos temáticos que unem canto e intepretação cênica. Nesse contexto, o Brasileirinho já levou aos palcos 16 espetáculos temáticos, entre eles o Brasileirinho no Morro, Brasileirinho 100 Gonzagão, Festa de Arromba e Salve o Compositor Popular.

As crianças que desejarem participar devem ter idade entre 8 a 10 anos, e é fundamental comparecer aos ensaios todas as quartas e quintas-feiras, das 19h às 21h, de março a dezembro, no Conservatório de MPB. “Para participar do Coral Brasileirinho basta gostar de cantar e fazer teatro. A ideia é que o desenvolvimento da voz e personalidade se dê nas aulas. A gente trabalha isso em grupo”, comentou Helena Bel.

Os resultados serão divulgados a partir do dia 19 de março, nos sites da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC). Os aprovados não pagam mensalidade e começam a participar dos ensaios do Coral, no dia 21 de março.

Confira o edital 

Serviço:

Teste de seleção para o coral Brasileirinho
14 e 15 de março de 2018.
Inscrições de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h
Local: Conservatório de Música Popular Brasileira
Rua Mateus Leme, 66 – Largo da Ordem
Informações: 3321-2855
Resultado: 19 de março através dos site: www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br

 

Fonte: ICAC

 

Related posts

Escolas começam a enfrentar déficit de natureza das crianças

Se alguma escola ainda tem grama sintética no parquinho é melhor arrancá-la imediatamente. Está tudo errado nessa ideia meio anos 1980 de se construir um ambiente artificial para que a criança não se suje enquanto brinca no intervalo. Primeiro, porque a brincadeira no pátio não é vista mais apenas como algo que o aluno faz

Leia Mais

Todas as escolas públicas de Nova York aderem à Segunda Sem Carne

Já está mais do que comprovado pela ciência de que uma das melhores maneiras de ajudarmos o meio ambiente éreduzir o consumo de carneou abraçar de vez a dieta vegetariana. Especialistas dizem que reduzir o consumo de carne vermelha é mais eficaz contragases do efeito estufado que deixar de andar de carro. Foi pensando nisso

Leia Mais