No Paraná, 2,8 milhões de doses, que protegem contra três tipos de vírus, estão disponíveis na rede pública de saúde

Felipe Rosa/ Gazeta do Povo / Neste ano o PR recebeu 900 mil doses a mais que em 2012
Neste ano o PR recebeu 900 mil doses a mais que em 2012

IMUNIZAÇÃO

No Paraná, 2,8 milhões de doses, que protegem contra três tipos de vírus, estão disponíveis na rede pública de saúde

Começa hoje, em todo o Bra­­sil, a campanha de vacinação contra a gripe pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A data da campanha foi antecipada em 20 dias neste ano para diminuir a incidência da doença devido às temperaturas mais baixas que começam a ser registradas, principalmente na Região Sul. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 32 milhões de pessoas em todo o país até o dia 26 de abril, quando termina a campanha.
Detalhes

Saiba mais sobre a campanha de vacinação contra a gripe:

Período: de hoje até o dia 26 de abril.

Locais: unidades básicas de saúde.

Efeitos: a vacina concede imunidade apenas 15 dias após a aplicação.

Contraindicação: a vacina só é contra­­indicada para pessoas que já apresentaram reações adversas em campanhas anteriores ou que tenham alergia a ovo.

Quem pode se vacinar: pessoas com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e 2 anos de idade, gestantes, indígenas, trabalhadores de saúde, presidiários, portadores de doenças crônicas e mulheres até 45 dias após o parto.

Doentes crônicos: deverão comprovar que têm direito à vacina apresentando prescrição médica de indicação da dose ou receita do medicamento de uso contínuo utilizado em seu tratamento. Caso o paciente não tenha nenhum desses documentos, a orientação é que vá à unidade de saúde onde recebe tratamento e solicite que o profissional de saúde verifique seu cadastro nos programas de acompanhamento do SUS.

Trabalhadores de saúde: a vacina será ofertada apenas para os profissionais que atendem pessoas com suspeita de gripe. Para este grupo, será exigido um documento assinado pelo médico responsável pelo serviço de saúde a que o trabalhador está vinculado.

Gestantes: devem comprovar a gravidez com a carteirinha do pré-natal ou atestado médico. Já as mães que deram à luz recentemente terão de apresentar a certidão de nascimento de seus filhos.

Crianças: a vacina é aplicada de forma intramuscular e em apenas uma única dose para quase todos os grupos. A exceção é o grupo das crianças, que recebem duas doses, sendo a segunda aplicação 30 dias após a primeira.

No Paraná, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) anunciou algumas mudanças para o estado. Uma delas é em relação ao volume de vacinas, que neste ano terá 900 mil doses a mais do que em 2012. Enquanto no ano passado 1,9 milhões de vacinas foram aplicadas, em 2013, 2,8 milhões de pessoas podem receber as doses.

Têm direito à vacinação pessoas com mais de 60 anos (1.184.212 doses), gestantes (114.677), crianças entre 6 meses e 2 anos de idade (229.353), trabalhadores de saúde (204.460), indígenas (14.571) e a população do sis­­tema penitenciário e de cadeias públicas (35.970).

Em 2013, foram incluídos outros grupos entre os beneficiados. Nesta lista estão as mulheres que tiveram bebê até 45 dias antes de tomar a vacina e doentes crônicos. Deste último grupo fazem parte os pacientes portadores de enfermidades respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas, imunodeprimidos, com obesidade de grau três e transplantados.

Curitiba recebeu 460 mil doses da vacina.

A imunização será realizada em todas as 109 unidades de saúde da capital. Segundo o diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, Moacir Pires Ramos, os grupos prioritários foram definidos conforme os riscos de evolução do quadro gripal.

A vacina que está disponível na rede pública protege contra os três tipos de vírus mais circulantes no país: Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B. Se­­gundo o superintendente de Vigilância em Saúde da Sesa, Sezifredo Paz, a vacina é segura e só é contraindicada para pessoas que já apresentaram reações adversas em campanhas anteriores ou que tenham alergia a ovo. A meta deste ano é imunizar pelo menos 80% de todos os grupos prioritários com direito a vacina pelo SUS.

FONTE: Gazeta do Povo

Related posts

Confiram como foi a 23ª Feira do Livro da Trilhas!

Nossa 23ª Feira do Livro, que aconteceu no sábado, dia 22/9, foi um sucesso! O dia estava lindo, muitas famílias presentes para acompanhar a programação cheia de atividades! O evento contou com espaços para as turmas apresentarem seus livros coletivos, compra e troca de livros e gibis, contação de histórias, leituras dramáticas pelos 5º anos

Leia Mais

Alunos e alunas vivenciam uma visita à Feira

A nutricionista Graziela Carrão, responsável pelo Setor de Alimentação e Nutrição da Escola Trilhas, realizou uma atividade com as turmas do Infantil V para enriquecer as conversas sobre o projeto que este nível desenvolverá no Simpósio Criança, Mídia e Consumo: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. A ideia de “ir à feira com a Grazi” foi para criar uma

Leia Mais

Atenção! o Tamanduá-Bandeira corre risco de extinção.

As turmas dos infantil VI (Peixe Boi e Tamanduá-Bandeira) estão investigando animais que correm risco de extinção. Acompanhe abaixo o texto coletivo produzido pelas crianças, com a ajuda das Professoras Renata e Karen. “Você conhece o Tamanduá-Bandeira? Ele é um mamífero que vive no cerrado e se camufla nos matos maiores. E mesmo conseguindo se

Leia Mais