Até quando é saudável imitar o irmão mais velho?

mania-de-imitar-o-irmao-mais-velho-55-942

As primeiras referências que a criança tem são os pais e os irmãos. Por isso, quando estão em fase de formação, é normal que imitem boa parte das ações praticadas por essas pessoas. É como dizem por aí: os pequenos são verdadeiras esponjas!

A maneira como os pais e irmãos gesticulam, andam, manuseiam objetos, como falam.

.. tudo é observado minuciosamente pelas crianças e imitado. Com o tempo, os caçulas começam a fazer suas próprias escolhas e a formar melhor suas personalidades.

Segundo a psicóloga clinica Milena Frankfurt, esse comportamento é saudável e contribui para a formação da criança. Porém, ele não possui data nem hora certa para deixar de existir. “Geralmente com a chegada da adolescência é comum os gostos mudarem, a forma de se vestir, de falar etc. E a personalidade de cada um vai sendo ‘moldada’ com base nestas novas experiências também”, explica.

A imitação, quando excessiva, pode comprometer de alguma forma o processo de formação de identidade do filho mais novo. Conforme explica a psicóloga clínica, a criança acaba não identificando o que gosta ou não, por estar sempre imitando o irmão mais velho.

“Isto pode acarretar em conflitos no sentido de a criança não se sentir uma pessoa diferenciada, espontânea, além de ter dificuldade de tomar decisões de forma independente”. E orienta: “Os pais precisam saber que imitar é saudável, principalmente na infância, e devem valorizar essa ação. Até para que o filho mais velho tente sempre ser um bom exemplo para o irmão.”

Fonte: Vila Mulher.

Related posts

Confiram como foi a 23ª Feira do Livro da Trilhas!

Nossa 23ª Feira do Livro, que aconteceu no sábado, dia 22/9, foi um sucesso! O dia estava lindo, muitas famílias presentes para acompanhar a programação cheia de atividades! O evento contou com espaços para as turmas apresentarem seus livros coletivos, compra e troca de livros e gibis, contação de histórias, leituras dramáticas pelos 5º anos

Leia Mais

Alunos e alunas vivenciam uma visita à Feira

A nutricionista Graziela Carrão, responsável pelo Setor de Alimentação e Nutrição da Escola Trilhas, realizou uma atividade com as turmas do Infantil V para enriquecer as conversas sobre o projeto que este nível desenvolverá no Simpósio Criança, Mídia e Consumo: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. A ideia de “ir à feira com a Grazi” foi para criar uma

Leia Mais

Atenção! o Tamanduá-Bandeira corre risco de extinção.

As turmas dos infantil VI (Peixe Boi e Tamanduá-Bandeira) estão investigando animais que correm risco de extinção. Acompanhe abaixo o texto coletivo produzido pelas crianças, com a ajuda das Professoras Renata e Karen. “Você conhece o Tamanduá-Bandeira? Ele é um mamífero que vive no cerrado e se camufla nos matos maiores. E mesmo conseguindo se

Leia Mais