Estudar música deixa as crianças mais atentas e menos ansiosas

160620481

Pesquisa mostra que aprender a tocar um instrumento na infância melhora funções cerebrais ligadas a habilidades como memória, organização e controle das emoções.

 

Dar um instrumento musical na mão do seu filho ajuda a estimular o desenvolvimento neurológico dele. A constatação é de um grupo de pesquisadores da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos. Depois de analisar tomografias de 232 crianças entre seis e 18 anos, eles perceberam que estudar música melhora as funções executivas do cérebro, responsáveis por habilidades como memória, controle da atenção, organização e planejamento do futuro.

Os especialistas constataram que o treinamento musical aumenta a espessura de uma área nobre do cérebro, o córtex, responsável também pelo controle das emoções. “O estudo dos instrumentos leva o ser humano ao nível mais complexo de concentração do cérebro, que é a atenção executiva. É preciso ter foco e disciplina para aprender a ler partituras e marcar o tempo”, explica a pesquisadora Elvira Souza Lima, especialista em neurociência e música.

A atividade pode começar a partir dos quatro anos, quando a criança já é capaz de fazer movimentos mais sutis com as mãos. “Esse aprendizado modifica fisicamente o cérebro, principalmente quando ocorre antes dos sete anos, e os ganhos se mantêm por toda a vida, mesmo que a criança pare de tocar o instrumento depois”, diz Elvira, frisando que o contato com a música, ainda que apenas como ouvinte, tem um grande impacto no desenvolvimento humano e prepara o cérebro para executar diferentes tipos de funções.

Então que tal estimular a iniciação musical em casa? Enquanto ajuda seu filho e se diverte com ele, você também absorve os benefícios do contato com a música, que vale para todas as idades. Veja como fazer isso no dia a dia:

– Coloque diferentes tipos de música para seu filho ouvir para aumentar o repertório dele logo cedo. Arrisque mesmo: clássica, africana, indígena, jazz, samba.
– Faça brincadeiras com sons usando objetos da casa, como panelas e baldes. Não deixa de ser um jeito de produzir música.
– Sempre que possível, separe 10 minutos do dia só para ouvir música com seu filho, sem realizar nenhuma outra atividade ao mesmo tempo. Todo mundo vai ficar mais relaxado.
– Estimule as crianças a ouvir e identificar os sons da natureza, desde os passarinhos até o barulho das folhas ao vento. Isso também vale como experiência e memória musical.
– Cantem juntos, com e sem música de fundo. O efeito de cantar é o mesmo de tocar um instrumento.

Fonte: Revista Crescer.

Related posts

Confiram como foi a 23ª Feira do Livro da Trilhas!

Nossa 23ª Feira do Livro, que aconteceu no sábado, dia 22/9, foi um sucesso! O dia estava lindo, muitas famílias presentes para acompanhar a programação cheia de atividades! O evento contou com espaços para as turmas apresentarem seus livros coletivos, compra e troca de livros e gibis, contação de histórias, leituras dramáticas pelos 5º anos

Leia Mais

Alunos e alunas vivenciam uma visita à Feira

A nutricionista Graziela Carrão, responsável pelo Setor de Alimentação e Nutrição da Escola Trilhas, realizou uma atividade com as turmas do Infantil V para enriquecer as conversas sobre o projeto que este nível desenvolverá no Simpósio Criança, Mídia e Consumo: ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. A ideia de “ir à feira com a Grazi” foi para criar uma

Leia Mais

Atenção! o Tamanduá-Bandeira corre risco de extinção.

As turmas dos infantil VI (Peixe Boi e Tamanduá-Bandeira) estão investigando animais que correm risco de extinção. Acompanhe abaixo o texto coletivo produzido pelas crianças, com a ajuda das Professoras Renata e Karen. “Você conhece o Tamanduá-Bandeira? Ele é um mamífero que vive no cerrado e se camufla nos matos maiores. E mesmo conseguindo se

Leia Mais